Após reunião, Paulo Sousa vê mal-entendido, Diego Alves exige retratação pública e panela de pressão ferve no Flamengo




Por Cahê Mota | GE: A mais nova crise do Flamengo teve outro capítulo sem solução nesta quinta-feira. Em reunião, Diego Alves, Bruno Spindel, Márcio Tannure, Paulo Sousa e Diego Ribas expuseram seus pontos, mas ainda não se chegou a um denominador comum para apagar esse incêndio.



O português garante que as palavras ditas na coletiva depois da vitória sobre a Universidad Católica, terça-feira, foram mal-interpretadas. Defende-se afirmando que em momento algum disse que Diego se colocou à disposição e sim que o goleiro havia dito a um fisioterapeuta estar "melhorzinho" na véspera do jogo com os chilenos.

Paulo Sousa prometeu explicar-se melhor na coletiva após a partida contra o Goiás, no sábado, no Maracanã, mas tal compromisso não satisfaz Diego Alves. O goleiro quer uma retratação pública do treinador antes do duelo.



Além de Diego Alves, houve a presença de mais jogadores na reunião, entre eles Diego Ribas. Um dos três capitães do Flamengo desde 2019, ele participou a convite de Diego Alves, que queria sua presença como uma das lideranças rubro-negras.

A reunião entre Diego Alves, Spindel, Tannure, Paulo e Diego Ribas teve duração de quase duas horas, mas, apesar da sinalização de Paulo Sousa no sentido de querer desfazer o ruído, ainda não há um caminho definido para abafar a temperatura do Ninho do Urubu que contrasta com a da fria quinta-feira carioca.



Pubalgia e polêmica

A polêmica começou em razão da lesão de Santos, que é o goleiro titular do Flamengo nas copas e não atua desde o dia 4. Assim, surgiu a possibilidade de Diego Alves ser aproveitado, mas, ainda na coletiva após a derrota para o Botafogo, dia 8, Paulo Sousa cravou que Hugo seria o titular contra o Altos. Na reapresentação do elenco no Rio de Janeiro, Diego queixou-se da pubalgia, da qual ficou em recuperação até a partida contra a Católica.

Este ano, Diego Alves e Paulo Sousa já tiveram um problema parecido. Às vésperas do Fla-Flu da Taça Guanabara, dores no joelho tiraram o goleiro de uma das primeiras semanas de atividades da temporada, mas ele se colocou à disposição para o clássico. Os Paulos Sousa e Grilo (preparador de goleiros) rebateram que ele não atuaria sem treinar.



Veja o que disse Paulo Sousa sobre Diego Alves na última terça:

- O Diego [Alves], após o jogo do Botafogo, onde fez o aquecimento, no dia seguinte ele reportou ao departamento médico dores no púbis um pouco dispersas. O departamento fez uma ressonância, temos que confiar no jogador. Nem tudo vai ter algo gráfico.

- Todos os dias um colaborador meu fala com todos os jogadores para ter sensações e perceber que nível de dor ou contrações musculares ou se dormiu bem ou mal. Para podermos ir ajustando o tipo de trabalho e as ações.

- Ontem [segunda] de manhã ele continuava a ter dores. À tarde, o nosso fisioterapeuta disse que o Diego estava melhorzinho, que se sentia capaz para poder treinar. Se vocês verificarem o que são dores no púbis e o tempo que leva para recuperação, não pode ser de um dia para o outro.

- Ou por uma reunião que teve com o Bruno Spindel na hora do almoço. E que rapidamente se recuperou e podia estar disponível para jogar.

- Aqui os processos não são assim, os jogadores para jogar têm que treinar. E ele não treinou nenhum dia desde o jogo contra o Botafogo, por isso não podia estar relacionado.


- // -

VEJA AS ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Imagem: Divulgação

Postar um comentário

0 Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.