Vítor Pereira responde sobre saída do Corinthians e Marcos Braz fala estratégia de convencimento: "Usei a grandeza do Flamengo"


Em sua coletiva de apresentação, Vítor Pereira respondeu sobre a saída do Corinthians e deixou claro que não deve nada a ninguém, pois cumpriu seu contrato com o time paulista, ainda afirmou que não pretendia ficar no Brasil, mas quando recebeu a oferta do Flamengo, não tinha como recusar. O treinador ainda falou sobre a situação familiar e disse que pra aceitar a oferta do Flamengo, chegou a um acordo entre seus familiares e decidiu aceitar o convite:


- Vou aproveitar a oportunidade porque estive calado esse tempo todo, muita coisa dita por quem não me conhece. Vou esclarecer, porque está é a verdade. Minha vinda para o Brasil há um ano atrás acontece de uma forma, e eu já disse isso, que eu não tinha essa perspectiva de vir ao Brasil, e eu aceitei para ficar um ano, perceber a realidade do futebol brasileiro, e por isso assinamos um ano de contrato. E esse ano de contrato foi cumprido na íntegra, com responsabilidade, dedicação e sofrimento. Eu dei tudo de mim, me dediquei com compromisso e responsabilidade no Corinthians. Foi assim que estive sempre até o último dia de contrato. Nunca, é para esclarecer bem que nunca me passou na cabeça, porque de fato eu sempre disse que acabaria a temporada e eu iria para casa, porque infelizmente há muitas famílias por esse Brasil que lida com alguma situação familiar séria igual a minha. E por isso, pelo desgaste que eu sei que essa situação provoca, eu fui dizendo sempre que iria para casa apoiá-los.

E eu fui sempre honesto dentro do clube dizendo a minha decisão de voltar para Portugal, e a prova disso é que dois dias antes eu falei com a torcida que eu iria embora por um motivo familiar, e eu fiz essa declaração. Não houve mentira nenhuma. A verdade é esta. O que acontece: depois disso, surge um clube da dimensão do Flamengo com uma abordagem diferente, e surge nossa primeira conversa. E eu pensei porque de fato era uma proposta profissional muito boa, teremos um ano de muitos desafios, um plantel de muita qualidade, e eu acho que no ponto de vista profissional todos os treinadores iriam pensar. E eu fiquei a pensar sabendo do meu problema familiar, e com quem eu tive que falar era com minha família. E se minha família entendeu que poderíamos lidar com a situação de saúde, mas que de fato o desafio profissional seria importante para minha carreira, eu tive que tomar uma decisão diferente. Isso é tão verdade que meu staff não conseguiu me acompanhar porque ficaríamos apenas um ano.

Portanto, não devo mais nada a ninguém, trabalhei sério, dei tudo de mim, meu staff não veio porque cada um de nós tem o seu contexto familiar para resolver. Eu agradeço a forma que fui tratado no Corinthians, e eu retribui com esforço, dedicação e compromisso, eu só devo a minha família. Aqui estou com alegria, pronto para agarrar este projeto que me ambicia. Eu gosto de ganhar competições, e este é um projeto que do ponto de vista profissional só se eu fosse maluco eu não pensaria naquilo que este projeto pode me trazer. Portanto, não sei onde está a mentira, não sei onde eu fui mal caráter, portanto, isto é a verdade - afirmou o técnico.

Após resposta do treinador sobre a saída do Corinthians, o vice presidente Marcos Braz, disse que não seria mais permitido voltar ao assunto na coletiva, o dirigente ainda falou sobre as negociações com o treinador, garantindo que o Flamengo nunca procurou o treinador quando ele estava empregado no time paulista.

Marcos Braz ainda disse que usou a grandeza do Flamengo para conseguir convencer o treinador em aceitar ser treinador do rubro-negro.

Imagem: Divulgação

- // -

Clique aqui para ver mais notícias do Fla

Postar um comentário

0 Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.