sexta-feira, 1 de julho de 2022

Investimento ou despesa? A conta salgada do banquete rubro-negro




Por Gilmar Ferreira | Extra: O banquete servido a jogadores e comissão técnica do Flamengo após os jogos do time no Maracanã, com direito a três convidados por pessoa, foi instituído pelo já demitido Paulo Sousa.



E a comida boa e farta caiu no gosto do pessoal - saladas, pratos quentes e frios com todos os tipos de carnes e massas, mais sobremesas.

Já passaram por ali ex-jogadores do clube, cantores de pagode, aliados políticos e parceiros comerciais.

Fez tanto sucesso que a direção do futebol decidiu manter o evento, mesmo com a saída do treinador.



Só que a conta chega e, por ora, já incomoda o presidente Rodolfo Landim.

O bufett contratado cobra R$ 200 por pessoa, independentemente do consumo ou tempo de permanência no restaurante adaptado no primeiro piso do Maracanã.

Lembrando que o evento criado para controle da alimentação dos jogadores nos pós-jogos tem também a intenção de criar um clima harmonioso entre os profissionais e seus familiares.



Só que os gastos começam a ser questionados.

A cada jogo no Maracanã, somando os relacionados para o confronto, o grupo gira em torno de 40 a 50 pessoas – fora um ou outro dirigente.

Como cada um tem direito a três convidados, o número de comensais oscila mais ou menos entre 120 e 150 a cada jogo como mandante.

Dependendo, claro, da importância, do dia e da hora da partida.

O custo acaba variando entre R$ 24 mil e R$ 30 mil por evento.



Como fez 14 jogos no Maracanã desde o primeiro jantar em 12 de março, o Flamengo já gastou entre R$ 300 e 400 mil, cerca de R$ 100 a 133 mil por mês.

E ainda tem mais 14 partidas previstas para o estádio.

Além das que fará se avançar nas Copa do Brasil e Libertadores – podendo ser até seis, se chegar às finais.

Se assim for, ao final da temporada, a conta terá beirado o milhão de reais, gasto não previsto no orçamento e visto com reservas no clube.

Landim se mostra incomodado, mas não se opôs a continuidade do evento.

Se o time responder com vitórias, a rubrica será vista como investimento.

Caso contrário, num Flamengo politicamente dividido, se tornará em mais um motivo para críticas...


- // -

VEJA AS ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Imagem: Divulgção

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário