quinta-feira, 14 de julho de 2022

Dorival exalta vitória e participação da torcida em classificação na Copa do Brasil




GE: O Flamengo conquistou a vaga nas quartas de final da Copa do Brasil ao vencer o Atlético-MG, nesta quarta-feira, com um proposta muito agressiva no ataque desde o início da partida. Ao fim do jogo, o técnico Dorival Júnior analisou o desempenho de sua equipe.



- Equipe que taticamente conseguiu um bom nível, contra uma das melhores equipes. Fizemos uma partida em Belo Horizonte e aqui muito boa. Estamos em evolução e espero que mantenha isso. Ainda é muito pouco. Uma classificação importante, mas foi uma partida. Tenhamos o pé no chão, tranquilidade. Mas taticamente fiquei satisfeito. A equipe cumpriu tudo o que foi pedido até o último momento - analisou.

O Rubro-Negro começou a partida em desvantagem ao perder o jogo de ida por 2 a 1, em Belo Horizonte. Necessitando do resultado, o time entrou em campo com uma postura ofensiva e sufocou a equipe mineira durante toda a partida. Os dois gols foram marcados por Arrascaeta, em uma grande atuação coletiva.



Dorival também exaltou a parceria entre o time e a torcida, que fez grande festa nas arquibancadas do Maracanã.

- Falar sobre a torcida do Flamengo, quem não gostaria de tê-los ao lado? Para quem já atuou contra, ter oportunidade de estar ao lado pela terceira vez, é uma grande diferença. O torcedor fez uma festa maravilhosa, ajudou a ganhar em campo. Um prazer poder retribuir todo esse carinho. Às vezes o resultado você não consegue administrar, mas a entrega e determinação você não pode abrir mão e foi isso que vimos no Flamengo - comentou.

Na próxima terça-feira, a CBF vai realizar o sorteio que vai definir os confrontos da próxima fase da Copa do Brasil. Antes disso, o Flamengo volta a campo no sábado, para enfrentar o Coritiba, no Mané Garrincha, em Brasília, pelo Campeonato Brasileiro.



Veja outros tópicos abordados:

Desempenho coletivo

- É uma mudança de postura de toda equipe. Quando as pessoas falavam que Gabriel e Pedro não podem ajudar juntos, sempre discordei. Se eles participarem correndo para trás também, eles poderiam suprir a necessidade de retomar a bola. Isso vai filtrando para que o meio se reestabeleça e as dificuldades da última linha sejam menores. É isso que a gente está vendo, todos participando. O número de bola que o João e o Thiago tomaram acredito que sejam maiores que nas duas primeiras partidas. A confiança está sendo resgatada. Todos que entram, pensam dessa forma, também buscando espaço. Estão acreditando no que está sendo apresentado. Destaco o trabalho dos preparadores para a recuperação dos atletas. Fizemos um bom jogo contra o Corinthians, não vencemos, mas a participação da molecada foi importante. Jogar contra o Atlético-MG e o adversário não conseguir uma chance real de gol, não é para qualquer um. Estamos crescendo.

Mudanças

- O resgate da confiança foi importantíssimos e eles acreditarem no que está apresentado. Se não acreditarem, você vai ficar batendo a cabeça e não vai encontrar solução. Estamos mudando peças e o que está entrando vem com o mesmo objetivo de quem sai. Está começando um equilíbrio. Ainda distante, mas estamos começando. Para uma equipe que sabe o que fazer com a bola, a retomada é fundamental. Talvez esse seja o maior ganho. Estão entendendo que a função tática tem que ser respeitada. Isso está fazendo que exista uma evolução. É o ideal? Ainda não, mas estamos caminhando. Os jogadores estão acreditando, se não, não estaríamos nesse caminho. Graças a Deus, isso vem acontecendo. Fico feliz porque é pouco tempo para a respostas que temos.



Vidal

- Falar sobre o Vidal é desnecessário. Que ele chegue, se prepare e não tenho dúvida que vai ajudar bastante a equipe. Precisamos de calma é uma equipe em transformação. Estou aqui há quatro semanas, tivemos três baixas: Bruno Henrique, Arão, Andreas. Jogadores importantes que vinham sendo titulares. Uma reposição já acontecendo, fico muito feliz de passar por esse período de turbulência com oportunidade de ter Vidal e Everton. Espero que entrem e façam o melhor. É uma resposta positiva.

Confiança do elenco

- Foi uma vitória importante contra uma das melhores equipes do Brasil. Mas foi só uma vitória. Se quisermos manutenção, temos que encontrar regularidade e isso não é fácil. Aos poucos a equipe está recuperando a confiança que deixou para trás. Existe uma recuperação que precisa se consolidar.



Importância da vitória

- Há 40 dias, todos estavam contestados, ninguém servia. Futebol é um palmo de distância entre o céu e o inferno. Nós já vivenciamos um lado e sabíamos que era um fator momentâneo pela qualidade da equipe. Mas precisamos entender que não tem nada definido, a postura tem que ser a mesma. A participação do torcedor é essencial, decisivo quando está ligado com a equipe. Isso que queremos. Que também passemos confiança para que o torcedor continue acreditando.

Mudança de postura em relação ao jogo contra o Corinthians

- Eu acho que tivemos uma boa participação contra o Corinthians, mas não tivemos o gol. O Corinthians teve aproveitamento de 100% das jogadas que teve. A jogada do gol foi merecida, mas acidental. A nossa determinação contra Corinthians e Atlético-MG foram iguais. Mas é um tipo de campeonato diferente de domingo e hoje. Se quiséssemos ter uma virada, tínhamos que ir para frente.

Gabriel e Pedro

Gabriel e Pedro estão se encontrando, precisamos dar tempo ao tempo. O Gabriel não deixou de ser decisivo. Nos momentos que teve necessidade, ele demonstrou capacidade. Foi assim contra o Santos, o Tolima, Cuiabá. Aparecendo, ele continua letal como sempre. Mas está cumprindo uma função diferente. É questão de tempo para que se adapte, mas acredito que podem jogar juntos.


- // -

VEJA AS ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Imagem: André Durão

Um comentário:

Deixe seu comentário