sexta-feira, 22 de julho de 2022

CBF revisará sorteio da Copa do Brasil para 2023 após confusão com Flamengo




Uol: A CBF fará uma revisão das regras do sorteio da Copa do Brasil para 2023 após o incômodo do Flamengo com a definição dos mandos de campo das quartas-de-final. O entendimento na confederação é de que faltou comunicação e deixar as regras mais claras. O atrito foi resolvido em uma conversa entre as diretorias da entidade e do clube carioca.



Na terça-feira, o sorteio da Copa do Brasil determinou que o Fluminense definirá a vaga em casa diante do Fortaleza. Já o Flamengo terá seu segundo jogo como visitante diante do Athletico. Esses mandos de campo foram determinados porque o jogo do Fluminense foi sorteado antes, assim o outro time da cidade (Flamengo) tem que inverter.

Esse procedimento é praxe nos sorteios da CBF e já foi utilizado antes, inclusive para beneficiar o Flamengo. Só que não está previsto no regulamento da competição.



A diretoria rubro-negra irritou-se, questionou a diretoria de competição da CBF e chegou a entrar no STJD para tentar reverter. Do outro lado, o Athletico também fez pressão sobre a CBF para que não houvesse mudança.

Ao final, houve uma composição entre Flamengo e CBF. O presidente do clube, Rodolfo Landim, entendeu que prejudicaria o presidente da confederação, Ednaldo Rodrigues, com uma ação e é seu aliado. No clube, há o reconhecimento de que o procedimento já tinha sido usado, mas também se questiona o fato de não estar no regulamento. Por isso, há o entendimento de que o clube tinha razão, mas não valia brigar.



Internamente, a CBF também reconheceu que houve um problema de comunicação com os clubes sobre os procedimentos. E, na entidade, também ficou claro que esse tipo de prática tem que ser incluído no regulamento da competição. Não dá para decidir mandos por pontos que não estão nas regras. Obviamente, não haverá mudança na Copa do Brasil de 2022 até porque não há mais sorteios.

Mas, para a edição de 2023, Ednaldo Rodrigues já orientou o departamento de competições a revisar as regras. Será decidido se a prática de inversão de mando de times da mesma cidade será mantida. Caso continue valendo, será incluído nas regras da Copa do Brasil.


- // -

VEJA AS ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Imagem: Divulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário