quarta-feira, 20 de abril de 2022

Andreas reencontra Palmeiras ainda em árduo processo para recuperar a confiança no Flamengo




Lance!: 144 dias, 21 semanas, 3.456 horas... Andreas Pereira segue vivendo dias nebulosos após a fatídica falha que culminou no gol do título do Palmeiras na final da Libertadores de 2021, no dia 27 de novembro. E, às 19h30 desta quarta-feira, sem a titularidade assegurada no Flamengo , reencontrará o rival do torneio continental pela primeira vez, ainda em processo de resgate do seu melhor futebol. Por ora, a confiança do meio-campista está minada.



Hoje atrás de Gomes, Willian Arão e Thiago Maia na concorrência, Andreas Pereira nunca teve o posto de titular garantido sob o comando de Paulo Sousa, que chegou ao Flamengo já ciente da necessidade de recuperar o jogador psicologicamente, sobretudo. Os seus números positivos, seja de assistência, gols ou participação efetiva na construção, que vinham enchendo os olhos da Nação nos primeiros meses, ruíram.

O Mister acredita que a recuperação da confiança de Andreas passa pela "unidade", pedindo apoio da torcida, que o vaiou no Carioca após o camisa 18 ser substituído em jogos em que não foi bem e até demonstrou um certo descontrole emocional . A paciência tem sido escassa.



- Em qualquer momento, bons e ruins, temos que estar muito unidos. Temos que estar muito próximos. Acho que a unidade vai fazer muita diferença. Temos uma nação cheia de energia que com certeza vai nos ajudar com que todos nós tenhamos performances muito elevadas, como é a exigência da torcida. Mas é uma unidade muito importante. Temos que estar todos juntos, dentro, mas também fora, o clube está à frente de todos nós. Na unidade vamos conseguir ajudar individualmente - disse Paulo Sousa, ao ser questionado sobre Andreas no início de março, quando o atleta foi vaiado ao deixar um clássico contra o Vasco pela Taça Guanabara.

Recentemente, Andreas falou, na primeira entrevista após a decisão na Libertadores, à "Rede Globo", sobre os traumas que ainda o assombram por conta do lance no qual Deyverson roubou uma bola que estava sob o seu domínio, na prorrogação, em Montevidéu, e deu o título ao Palmeiras.



- Eu já vi um milhão de vezes. No momento, estava muito claro o que eu ia fazer e a bola acabou escapando. Já vi um milhão de vezes para ver o que aconteceu, o que poderia ter feito. Não só vi, tive vários sonhos - disse o meia.

Neste ano, Andreas soma 12 jogos, das 17 sob o comando de Paulo Sousa, com dez iniciando entre os titulares. Em 2021, antes da final da Libertadores, além de uma assistência, marcou cinco gols, sendo um deles um golaço de falta, que, aliás, findou um longo jejum no clube . Ali, vivia a sua melhor fase, inclusive deixando boa parte da torcida aliviada após a saída do Gerson.

Em busca de dias melhores, Andreas encara a incerteza sobre a sua aquisição em definitivo, já que o seu empréstimo junto ao Manchester United se encerra em junho. Publicamente, o Flamengo não abre o jogo a respeito da decisão definitiva, embora penda, atualmente, para a não contratação.



Marcos Braz falou sobre a situação recentemente:

- Gostaria de deixar registrado que, quando contratamos o Gerson, os questionamentos foram os mesmo em relação ao pagamento do jogador. Até quanto ao Gabigol tinha questionamentos sobre os números. Acontece que o Andreas teve uma fatalidade num jogo importantíssimo e, com certeza é um peso nesse processo. A gente tem um entendimento em relação a ele - falou o VP de futebol do Fla, ao canal "SporTV", emendando:

- O maior motivo de a gente ter ido conversar com o Manchester foi quando a gente fez a primeira proposta, eles disseram que a gente tinha de ir lá para tratar. Não queriam ficar por e-mail. A gente foi lá, se debruçou em número. Teve a situação do Banco Central. A gente acalmou e está usando o tempo para fazer as coisas com cautela. A pressão a gente tem que ficar atento, mas precisa ficar frio para as decisões. Mais uma vez, o jogador tem contrato por um bom tempo, e a gente está atento.

Com o Fla "atento", Andreas, caso ainda tenha como prioridade reconquistar o torcedor do Rubro-Negro, como já declarou em diversas situações, precisa, antes de tudo, recuperar um espaço entre os 11 de Sousa. Uma boa atuação contra o Palmeiras pode ser um passo importante para que as sombras sejam suavizadas e, consequentemente, renda à altura de seu talento.


- // -

VEJA AS ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Imagem: Divulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário