quinta-feira, 13 de janeiro de 2022

RMP: Reformulação do departamento médico do Flamengo passa por Paulo Sousa




Uol: Na temporada passada, um dos principais problemas enfrentados pelo Flamengo foi o alto número de lesões sofridas pelos jogadores. No caso mais emblemático, o zagueiro Rodrigo Caio passou por uma artroscopia no joelho direito, mas teve uma infecção e está internado. Para evitar novas dores de cabeça em 2022, o clube ajustou seus protocolos de saúde. 



Na Live do Flamengo, programa do UOL Esporte com as últimas novidades do Mengão, os jornalistas Renato Maurício Prado e André Rocha comentaram sobre os problemas no departamento médico do clube e disseram que a melhoria do setor está relacionada à participação do técnico Paulo Sousa.

"A minha esperança do Flamengo reformular o departamento médico passa diretamente pelo Paulo Sousa. Se não for ele para começar a perceber que o negócio não está andando lá e pressionar para botar gente diferente, não vai acontecer nada. O Rodrigo Caio está internado desde o dia 2 de janeiro com uma infecção que eles não conseguem debelar e ele gravou um vídeo agradecendo ao Márcio Tannure [chefe do departamento médico do Flamengo]", disse Renato. 



Assim como Renato, Rocha criticou o trabalho de Tannure no clube. "Ele é extremamente político. Consegue ser parceiro dos jogadores e também dos dirigentes. Para mexer com esse homem é complicado. Nas entrevistas, ele não dá explicação sobre nada, então não se complica. A coisa fica em uma névoa que fica difícil entrar. Ele está blindado", apontou o colunista do UOL.

Renato reforçou a tese de que a chance de uma mudança no departamento médico do clube só se concretizará se houver uma interferência de Paulo Sousa. "Minha esperança é que o Paulo Sousa consiga fazer o que Jorge Jesus fez. Ele tomou conta de tudo, inclusive do setor médico. Se depender apenas da competência dele [Tannure], ficou muito preocupado", alertou. 



O discurso do treinador ao ser apresentado animou Renato quanto a possibilidade de mudanças. "O que ele quis dizer é que precisa estar integrado com tudo e precisa comandar isso. Vimos o desastre que foi o departamento médico do Flamengo e a preparação física no ano passado. Se o Paulo Sousa não botar o dedo, a coisa complica. Tomara que ele perceba que ali não é um centro de alto rendimento, mas de baixo rendimento e que precisa ser corrigido rapidamente", concluiu o colunista do UOL.


- // -

VEJA AS ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Imagem: Marcelo Cortes

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário