terça-feira, 28 de dezembro de 2021

Multa rescisória de Jorge Jesus era bem maior do que foi dito, revela dirigente do Flamengo




Torcedores.com: O Flamengo enfim acertou com seu novo treinador para a temporada 2022 – embora a contratação ainda não seja oficial, pois Paulo Sousa ainda tem que se desligar do comando da seleção da Polônia – e o nome de Jorge Jesus ficou para trás.



Em conversa com o jornalista Renato Maurício Prado revelada no Canal Ilan e Renato, no YouTube, Marcos Braz, vice-presidente de futebol do Flamengo, revelou os detalhes que fizeram o clube desistir de contratar novamente Jorge Jesus e uma das principais foi a alta multa rescisória do português com o Benfica, seu atual clube.

O valor era bem superior ao que foi divulgado recentemente no Brasil, segundo Braz.

“A multa rescisória do Jorge Jesus, ao contrário do que tudo que se falou no Brasil, é por competição em que o Benfica está disputando e está vivo. São dois milhões de euros por cada uma”, revelou o dirigente.



Ou seja, o Flamengo teria que desembolsar pelo menos 4 milhões de euros já que o time de Jesus ainda disputa a Champions League (está classificado para as oitavas de final) e o Campeonato Português (é o terceiro colocado).

A expectativa dos dirigentes do Fla era que Jorge Jesus fosse demitido ou que conseguisse se livrar da multa rescisória para assinar com o time carioca, mas, segundo Braz, o treinador nunca deixou claro que aceitaria voltar ao Brasil neste momento.



“Se o Jorge Jesus tivesse me dito para esperar até o dia 30, eu teria esperado, mas ele não disse nada. Ele ficava na dele e quando questionado, repetia que dependia do Benfica“, disse o vice de futebol rubro-negro.

Sem tempo para esperar a definição do treinador, o Rubro-Negro acabou fechando com Paulo Sousa.


- // -

VEJA AS ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Imagem: Divulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário