terça-feira, 9 de novembro de 2021

Jornalista diz que o Flamengo "derrete a olhos vistos" sob o comando de Renato




Uol: O Flamengo teve uma noite para ser esquecida. Em mais uma atuação fraca, o Fla amargou um empate por 2 a 2 com a Chapecoense , lanterna do Brasileirão, nesta segunda-feira (8). Além do tropeço, o resultado em Santa Catarina chamou a atenção para as seguidas apresentações sem brilho da equipe a pouco menos de três semanas da final da Libertadores contra o Palmeiras.



Na Live do Flamengo , programa do UOL Esporte logo após os jogos do Mengão, os jornalistas André Rocha e Renato Maurício Prado lamentaram a atuação rubro-negra na Arena Condá e apontaram alguns problemas recorrentes no time. Sobrou para o técnico Renato Gaúcho, criticado por não conseguir resolvê-los.

"Mais um jogo do Flamengo e mais uma atuação horrorosa. Hoje, foi mais do que isso: desastrosa, medíocre, medonha. Escolha o adjetivo que você quiser para classificar essa atuação patética. O Flamengo se despede de vez das poucas chances que tinha no Brasileiro com um vexame sem fim. Empatar com o lanterna do campeonato, que jogou praticamente o segundo tempo inteiro com um jogador a menos. O time do Flamengo, com Renato Gaúcho, derrete a olhos vistos", analisou Renato.



Rocha chamou a atenção para a desorganização da equipe em Chapecó e fez uma comparação com a época de Jorge Jesus. "O Renato Gaúcho reclama que não tem tempo para treinar e que jogador não tem tempo para se recuperar. Eu queria saber se ele treina esse tipo de situação que criou no final do jogo. É uma bagunça e você vê que aquilo ali provavelmente não foi treinado e preparado. Sem querer voltar em Jorge Jesus, o Flamengo perdia para o River Plate em Lima e o Jesus havia feito duas substituições. Mas se via claramente uma organização ali. Empurrou o time para frente, e dava para ver que aquilo ali estava treinado. Tem que ter plano e organização, se não é só se livrar do problema. Não dá para o Renato ficar com esse tipo de postura", disse.

Renato demonstrou pessimismo com a fase do Flamengo. "É extremamente preocupante pensar que esse time, daqui a menos de 20 dias, estará decidindo o título da Libertadores. De que adianta voltar Arrascaeta e Filipe Luis se o time está completamente desestruturado e desarmado, com cada vez mais os jogadores tendo atuações individuais ridículas? Quem deve estar dando gargalhadas sem parar é o Abel Ferreira, técnico do Palmeiras. É extremamente preocupante para a torcida do Flamengo ver como seu time piora muito a cada jogo", disse o colunista do UOL .



André lamentou a postura do Fla após abrir o placar na Arena Condá. "Quando fez 1 a 0 com Matheuzinho, o time resolveu descansar em campo e se desconcentrou. Tomou a virada. No Brasileiro, ninguém vai entregar nada de graça. O Flamengo tinha que jogar bem e sério o jogo todo. Os jogos são parelhos e, se não jogar, vai se dar mal. Foi o que aconteceu com o Flamengo. A arbitragem foi péssima, mas o Flamengo tem que questionar o seu desempenho", destacou.

Renato criticou o treinador pelas substituições feitas na equipe ao longo da partida. "O problema é que o Renato Gaúcho não sabe o que fazer. Quando precisa ganhar, empilha atacante. Quando precisa defender o resultado, empilha zagueiro. Não se vê uma substituição que tenha uma lógica tática. Não se pode empilhar atacante ou zagueiro e achar que vai dar certo. Quando colocou atacante, não fez o gol que precisava. Quando pôs zagueiro, não defendeu a vitória que precisava. A situação é caótica", opinou. Contra a Chape, Vitinho e Vitor Gabriel entraram durante o segundo tempo.



Para André, o fato de o time do Fla criar poucas chances mesmo quando a Chape ficou com dez em campo causa apreensão. "Ficar com um jogador a mais e não fazer uma jogada que envolva o frágil sistema defensivo da Chapecoense é bizarro, ridículo. Não tem explicação, não tem desculpa", concluiu o colunista do UOL .


- // -

VEJA AS ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Imagem: Divulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário