terça-feira, 21 de setembro de 2021

Com maratona de jogos pela frente, Flamengo mantem cautela e tenta minimizar riscos aos jogadores




Por Léo Burlá | Uol: A um dia do jogo mais importante do ano, o Flamengo volta suas atenções para o desempenho em campo, estuda detalhadamente o Barcelona (EQU), mas mantém um olho aberto no departamento médico do clube. 



Diante de uma maratona que inclui jogos por três competições diferentes e convocações para as Eliminatórias, o elenco vai sentindo o ritmo, e o técnico Renato Gaúcho tenta equilibrar as diferentes situações para ter o time inteiro para a hora da decisão.

Com uma lesão na coxa esquerda, Arrascaeta é baixa praticamente certa para o jogo de amanhã (22), às 21h30, no Maracanã. Na Gávea, a presença do uruguaio em campo é tratada com totalmente improvável, e sua escalação seria uma surpresa. Ontem (20), o camisa 14 treinou com bola, porém não trabalhou com o grupo. 



Filipe Luís também é outro que inspira cuidados, e a comissão técnica não quer correr riscos e antecipar o retorno do lateral-esquerdo. Considerado titular absoluto do elenco, o jogador de 36 anos ainda está se curando de uma lesão na panturrilha. Ele está entregue aos fisioterapeutas do Fla.

Último contratado pelos rubro-negros, David Luiz tem causado ótima impressão no dia a dia, mas a sua presença não está confirmada. A atividade de hoje será decisiva para que o zagueiro conforme sua presença ao menos na lista de relacionados. 



"Tenho conversado com o departamento médico e com os próprios jogadores. A gente vai continuar trocando ideias. O jogo de quarta-feira é muito importante, mas não é o último do ano. Precisamos ter cuidado", disse Renato. 

Após a derrota para o Grêmio, o treinador revelou que Everton Ribeiro sente dores na perna, mas o meia não preocupa para o primeiro jogo da semifinal da Libertadores. Diego, por sua vez, vai retornar após se recuperar de lesão na panturrilha.



"Não era nem para o Everton ter jogado esse jogo. Ele tem um problema na perna. Perder o Everton em um momento desse seria difícil. Por isso, com 15 minutos, independentemente de qual fosse o placar, já tinha combinado que ele iria sair", ressaltou o técnico.

- // -

VEJA AS ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Imagem: Marcelo Cortes

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário