sábado, 7 de agosto de 2021

'Mochilão' por reforços na Europa vira teste de paciência e desafia Fla




Por Leo Burlá | Uol: Há duas semanas, o vice de futebol Marcos Braz e o diretor Bruno Spindel embarcaram para Lisboa carregando na bagagem a esperança por reforços para o Flamengo. Passado esse tempo, a dupla segue no giro europeu e encara as dificuldades para concretizar negociações. 



O pouso inicial foi em Lisboa e, de forma remota, a dupla intensificou os esforços por Thiago Mendes, do Lyon, e Kenedy, do Chelsea. As transações com franceses e ingleses, consideradas complicadas desde o começo, reforçaram a impressão inicial.

Sem grana para gastar, o Fla tenta convencer os clubes de que não há projeto esportivo melhor do que o do Rubro-Negro, que acena com a vitrine que a disputa de todas as competições pode representar para os atletas. 



Lyon e Chelsea até foram seduzidos pela tese flamenguista, mas o dinheiro fala mais alto. Enquanto a janela está aberta, os dois clubes buscam alternativas que representem grana na mão. 

Sem tanto poder de fogo, os cariocas tentam a cessão gratuita e uma opção de compra futura, alternativa que não enche os olhos de quem está do outro lado da mesa da negociação.



O Fla foi até Lyon para intensificar as conversas e o papo ficou travado por conta destas condições. O Rubro-Negro perdeu esse primeiro round, mas entende que a guerra não está perdida. Agora, a tática é sair um pouco de cena e aguardar o desenrolar dos fatos. 

Negócios feitos 

Apesar desses entraves, a viagem já rendeu frutos econômicos ao Fla. Após uma intensa disputa que envolveu Fulham (ING) e Middlesbrough (ING), o clube ficou muito perto de negociar Rodrigo Muniz com os londrinos. 



Segundo pessoas envolvidas na transação, o negócio está fechado e restam apenas as questões burocráticas para que o anúncio seja efetuado.

O Fla irá manter um percentual do centroavante e vai embolsar pouco menos de R$ 50 milhões pela negociação. Na Europa, a dupla de dirigentes também tomou conhecimento da ida do volante Jean Lucas para o Monaco. Como tinha uma fatia estipulada em caso de venda futura, o clube vai faturar outros R$ 14,7 milhões.

- // -

VEJA AS ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Imagem: Reprodução

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário