terça-feira, 24 de agosto de 2021

Flamengo estuda iniciar uma nova fonte de renda usando criptomoedas




Coluna do Fla: O Flamengo é um clube que é conhecido em boa parte do mundo, e cada vez mais quer aumentar sua marca seja no exterior ou no próprio Brasil. Desse modo, tem alguns projetos para fazer a imagem do clube mais forte e evidente. Assim, o Fla estuda entrar no mercado de criptomoedas e busca contato com empresas para não dar um passo errado nesse novo ambiente. A informação foi divulgada pelo jornalista, Venê Casagrande.



Os bitcoins, outras moedas digitais, os ‘tokens’ podem ser negociados em bolsa e conta com variação de preço. No Brasil, o Atlético-MG tem um departamento específico e entrou nesse mercado. Com isso, já vendeu mais de 850 mil moedas com o nome GALO. O valor negociado foi de 2 dólares por unidade, cerca de 11 reais.

O Flamengo está estudando o mercado de criptomoedas e planeja entrar nesse mercado. No entanto, ainda está em fase de projeto e com conversas com empresas do setor.



Segundo informações do site Poder 360, o Atlético-MG acumulou mais de R$ 4 milhões na venda de 850 mil FTOs –também conhecidos por fan tokens –na plataforma Socios.com. 

Os fan tokens –ou tokens de fãs, em português –são um tipo de criptomoeda que permite que os torcedores votem em decisões do clube, como frases motivacionais nos vestiários dos jogadores. 



Por US$ 2 para cada token, a receita bruta foi de US$ 1,7 milhão. O clube fica com metade do valor.

O time mineiro bateu recordes: foi o 1º a esgotar dois FTOs. No 1º lançamento de 600 mil tokens, esgotou a venda em 8 minutos –o 4º sold out mais rápido da história, segundo a plataforma. 



Pouco depois, a rede disponibilizou mais 250 mil tokens $GALO –também esgotados. ...

Do NF: Imagina este potencial disponível para a torcida mais engajada do mundo como é a do Mengão, seria um tiro certeiro da diretoria.

No mundo do futebol, a transferência de Lionel Messi, que jogava no Barcelona, e foi para o PSG, pegou muitas pessoas de surpresa. Além disso, parte das luvas do novo camisa 30 do time francês foram pagas em “fan token”. O Manchester City e o Milan já lançaram iniciativas no ano de 2021.



- // -

VEJA AS ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Imagem: Divulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário