quarta-feira, 11 de agosto de 2021

Com promessa de Renato Gaúcho, Flamengo enfrenta o Olimpia precisando dar resposta após goleada




Uol: Renato Gaúcho prometeu depois da goleada de 4 a 0 sofrida pelo Flamengo diante do Internaciona l: "Quarta é outro jogo, outra competição e será um Flamengo bem diferente". Chegou a hora de provar que isso é real. Hoje (11), o rubro-negro enfrenta o Olimpia no jogo de ida das quartas de final da Libertadores precisando dar uma resposta. A bola rola às 19h15 (de Brasília), no estádio Manuel Ferreira, em Assunção.



O desempenho recente não indicava uma derrota tão pesada no Brasileirão, em pleno Maracanã. O começo de Renato Gaúcho como técnico do Fla foi de goleadas a favor, um sentimento de que aquele desempenho do ano mágico de 2019 tinha voltado. Mas o choque de realidade veio.

O jogo de hoje pode indicar até que ponto o desequilíbrio do Flamengo vai continuar ou se a derrota para o Inter foi um acidente de percurso. Foi a primeira derrota de Renato com o Fla. Até então, em meio às maravilhas refletidas em placares elásticos, notava-se um time mais coeso, animado e desenvolto na comparação com o trabalho do antecessor Rogério Ceni.



Ironia do destino é que o Olimpia, na fase anterior da Libertadores, eliminou justamente o time colorado. Por isso, por um pênalti perdido (por Edenilson) a chance de forra do Flamengo não virá logo no jogo seguinte.

A essa altura da temporada, colapsos como o de domingo podem ser fatais nos torneios mata-mata. Por mais que tenham sido quatro gols sofridos, o reequilíbrio técnico e psicológico do time não se restringe à defesa — que segue sem Rodrigo Caio —, pois a turma do ataque até criou chances, mas não foi competente para convertê-las em gol.



Gabigol , inclusive, está confirmado para o jogo e tem a chance de amenizar o efeito da expulsão contra o Internacional, que o tirará do jogo de domingo, contra o Sport. E ele precisa render, já que Pedro nem viajou ao Paraguai por conta da torção de tornozelo que sofreu no Maracanã.

A goleada sofrida pelo Fla coincide com o momento em que Marco Braz, vice de futebol , e Bruno Spindel, diretor de futebol, voltaram da Europa sem fechar reforços. Ainda há expectativa de um desfecho positivo nas negociações envolvendo Kenedy, do Chelsea, e Thiago Mendes, do Lyon. Em ambas as hipóteses, por empréstimo. Outra frente a ser resolvida é a renovação contratual de Arrascaeta.



"Estamos focados no jogo (contra o Olimpia). As negociações que estão abertas estão andando. Estamos otimistas que até o final da janela a gente tenha sucesso naquilo que queremos. Confiamos que vamos colher os frutos que plantamos lá", disse Spindel, antes do embarque.


- // -

VEJA AS ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Imagem: Divulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário