segunda-feira, 31 de maio de 2021

Morre Dominguinhos do Estácio, intérprete do samba em homenagem ao centenário do Flamengo em 1995




O sambista, compositor e conhecido intérprete da escola de samba Estácio de Sá Dominguinhos do Sá morreu, neste domingo. Aos 79 anos, o artista estava internado desde o dia 11 de maio em um hospital em Niterói, no Rio de Janeiro, depois de sofrer uma hemorragia cerebral. Com diversas composições conhecidas pelo público, em 1995, foi pela voz de Dominguinhos que os torcedores do Flamengo se emocionaram com o samba-enredo que homenageou o clube no Carnaval.





Dominguinhos também colecionou passagens por escolas de samba. Ele passou por Grande Rio, Imperatriz Leopoldinense, Estácio de Sá e, recentemente, a Viradouro. O compositor ficou conhecido por Estácio por ter vivido no bairro, na Zona Central da Cidade Maravilhosa. Foi dele a interpretação de músicas premiadas, como “Liberdade, liberdade, abra as asas sobre nós!”, samba-enredo da Imperatriz Leopoldinense em 1989.

- O Clube de Regatas do Flamengo lamenta profundamente a morte de Dominguinhos, que em 1995 teve a honra de cantar pelo G.R.E.S Estácio de Sá na avenida o samba-enredo em homenagem ao centenário do Mais Querido - lamentou o rubro-negro via Twitter. 

A escola de samba Estácio de Sá decidiu homenagear o Flamengo em seu ano de centenário, em 1995. Diversos jogadores e ídolos do flamengo, como Zico e Júnior, estiveram presentes na festança. Dominguinhos ficou marcado por sua voz na Sapucaí. A canção chamada "Uma vez Flamengo..." dominou os jogos do Mengão no Maracanã. "Cobra coral, papagaio vintém. Vesti rubro-negro, não tem para ninguém", diz a música.


- // -

VEJA AS ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Fonte: https://www.lance.com.br/fora-de-campo/morre-dominguinhos-estacio-interprete-samba-homenagem-centenario-flamengo-1995.html
Imagem: Divulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário