Dorival lembra Fla 'fragilizado de lesões', diz o que mudou no clube e alerta: 'Queremos todas as competições, mas podemos ficar sem nenhuma'


Em apenas três meses de trabalho, Dorival Jr fez o Flamengo recuperar o bom futebol e aumentou as expectativas da torcida. Não à toa, o Rubro-Negro está na semifinal da Copa do Brasil, na decisão da Conmebol Libertadores e brigando no topo do Brasileirão.


Em entrevista ao maestro Júnior, ídolo do clube carioca, o treinador afirmou que acertou na estratégia de escalar dois times diferentes, um do Brasileiro e outro, titular, nas copas.


'' A atitude tomada foi certa. As decisões foram corretas. Ano passado o Flamengo chegou num momento de decisões fragilizado em razão de lesões em sequência. Vamos correr o mesmo risco? Por quê? Ah, queremos todas as competições. Mas pode ficar sem nenhuma'', ponderou.


''Se eu tenho todo um aparato de fisiologia e medicina e me avisam que um jogador corre risco, podemos ter problemas. Estamos há três meses sem lesão. Resultados a todo instante nenhuma equipe vai conseguir, por melhor elenco que tenha. Contra o Goiás, tivemos seis jogadores considerados titulares, e nem por isso o jogo foi simples. As pessoas não têm noção. Não podemos trabalhar com as possibilidades, mas com a realidade, principalmente com o que é mostrado aqui dentro pelas pessoas, que estudam, avaliam e passam os dados para o técnico errar o mínimo'', afirmou.

Dorival chegou ao Ninho do Urubu em junho deste ano após a demissão de Paulo Sousa. De lá pra cá, foram 27 partidas, com 19 vitórias, quatro empates e quatro derrotas, além de ter marcado 55 gols e ter sofrido 17. O treinador, não entato, não esperava que os resultados dentro de campo fossem aparecer tão rápido.

''Não esperava. Não tão rápido. Eu esperava resgatar a confiança dos jogadores, que a grande maioria eu já havia trabalhado. Alguns aqui no Flamengo, em 2018, alguns deles no Santos, o Filipe Luís praticamente começou comigo no Figueirense... Isso deixou menos complicado, já conheço as características de cada jogador'', disse.

Flamengo e São Paulo decidem, nesta quarta-feira (14), uma vaga na grande final da Copa do Brasil, às 21h45, no Maracanã. Depois da vitória por 3 a 1 no Morumbi, o Rubro-Negro tentará sustentar a vantagem em sua casa, enquanto o Tricolor tentará a virada com a torcida contra.

"Não tem nada decidido. O São Paulo tem um treinador que conhece a maior parte dos jogadores que estão aqui, que teve uma ótima passagem e tem muita capacidade. A equipe saiu dessa mesma situação na Sul-Americana, merecidamente. Então, o que nos leva a crer que essa fase já esteja concluída? Nada! Não podemos correr riscos, precisamos ter os pés no chão. Tudo está em aberto e precisamos trabalhar muito'', começou por afirmar:

''O que é certo? O que é errado? No futebol só vamos saber depois do resultado, mas é preciso tomar precauções. A atitude tomada foi certa. As decisões foram corretas. Se tivemos um ou outro empate no caminho, foi uma coisa de momento. Que certeza teríamos que a equipe titular venceria? Nenhuma. O importante foi o que deixamos lá atrás'', concluiu.

Fonte: Espn
Imagem: Divulgação

- // -

Clique aqui para ver mais notícias do Fla

Postar um comentário

0 Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.