quinta-feira, 9 de junho de 2022

Flamengo pode gastar em multa de técnicos mais do que pagou por Rodrigo Caio e próximo de Bruno Henrique; saiba valores




Espn: A demissão de Paulo Sousa pelo Flamengo está cada vez mais próxima. Conforme apuração da ESPN, o clube carioca definiu pela saída do português, mas avalia logísitca por substituto antes oficializar a demissão. E a queda do Mister terá um impacto no bolso do Rubro-Negro.



Para rescindir o contrato com Paulo Sousa, o Flamengo terá que desembolsar R$ 7,7 milhões. E as quantias milionárias para demitir treinadores têm sido uma rotina do clube da Gávea nos últimos anos.

Em novembro de 2020, a diretoria do Rubro-Negro demitiu Domènec Torrent. O espanhol, sucessor de Jorge Jesus, ficou pouco mais de quatro meses no Rio de Janeiro. Na saída, pela rescisão, embolsou R$ 11,4 milhões.



Logo após Dome, veio Rogério Ceni. O atual treinador do São Paulo conquistou o Campeonato Brasileiro, mas foi demitido em 2021. Na saída do treinador, o Flamengo arcou com uma multa de R$ 3 milhões.

Valor de rescisões pode superar quantia paga por Rodrigo Caio ser próxima de Bruno Henrique

Os valores desembolsados para as rescisões de Dome e Ceni, somados com a possível quantia que o clube pode pagar caso decida pela saída de Paulo Sousa, farão o Flamengo gastar mais do que pagou para ter Rodrigo Caio e perto da quantia investida em Bruno Henrique.



Os três treinadores juntos somam R$ 22,1 milhões. Rodrigo Caio, que chegou do São Paulo em dezembro de 2018, custou R$ 21 milhões. Já Bruno Henrique rumou à Gávea em janeiro de 2019. Para tirar o camisa 27 do Santos, o Flamengo pagou R$ 23 milhões.


- // -

VEJA AS ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Imagem: Getty Images

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário