domingo, 12 de junho de 2022

Dorival descarta fator “experiência” e explica nova chance para medalhões do Flamengo




Torcedores.com: O Flamengo perdeu para o Internacional na estreia do técnico Dorival Júnior no último sábado (11), em jogo válido pela 11ª rodada do Brasileirão. Logo no primeiro confronto, o comandante rubro-negro foi criticado ao colocar Diego Alves no lugar do jovem Hugo Souza entre os titulares. Antigo desafeto, o experiente goleiro não vinha jogando na temporada com Paulo Sousa.



Durante a entrevista coletiva, Dorival negou que o motivo para a troca seja o fator experiência do ex-goleiro da seleção brasileira. “Não é nem a questão da experiência em si, mas a questão da mudança de comportamento que apresentamos e que vem sendo mostrado. Só uma união nossa é que fará com que nós voltemos a ter atuações seguras e gerando resultados”, afirmou.

“Do contrário, não. Não adianta nos voltarmos a esse aspecto. Precisaremos de mais força em cima disso, uma concentração ainda maior para que voltemos a ter resultados. A capacidade de um elenco como esse ninguém discute. Agora, algo está faltando e nós temos naturalmente que ter a percepção de, avaliando, detectando, você poder atacar o problema e fazer com que encontremos um novo caminho. Esse é o principal desafio de todos nós”, comentou o técnico do Flamengo.



“Em um momento como esse, em que algumas derrotas acontecem, você ficar apontando seria muito fácil, muito simples para todo e qualquer profissional. O importante agora é apontarmos o dedo para nós. Cada um perceber o que tem feito, o que precisaremos melhorar, uma cobrança maior em todos os aspectos, em todos os sentidos, uma dedicação também tamanha a própria condição de cobrança, fazendo com que mudemos um pouco essa chave. Uma equipe como o Flamengo não pode ter esse tipo de comportamento. Vamos trabalhar para que tudo isso seja melhorado, modificado, para dar uma possibilidade maior do que estamos vendo nesse instante. Nós temos que ter equilíbrio e tranquilidade. É um momento complicado, reconheço, mas só com muita luta, muito trabalho, nós encontraremos um novo caminho e soluções para tudo que estamos vendo”

FLAMENGO FOI PREJUDICADO CONTRA O INTER

No início da segunda etapa, o atacante Gabigol foi atingido no rosto pelo braço do zagueiro Mercado, do Internacional. O árbitro da partida acabou não marcando a falta dentro da área do Flamengo e teve o lance criticado pelo comentarista da Globo.



“Realmente tem o cotovelo ali, o braço que atinge o rosto do Gabriel. Para mim é pênalti. O jogador quando salta ele tem que tomar cuidado com o braço. O braço dele está fora do contexto da disputa, está muito aberto e ele acaba atingindo o rosto dele nesse saltar. Para mim, houve falta do Mercado no Gabriel”, afirmou Sandro Meira Ricci.

Logo no final do jogo, o lateral Matheuzinho derrubou um jogador do Inter e o árbitro acabou marcando pênalti. Sandro Meira Ricci novamente discordou da marcação da arbitragem e viu o Flamengo como prejudicado pela segunda vez no confronto.



“Para mim não houve a penalidade. A gente vê que tem uma disputa do Matheuzinho com o jogador do Inter. E ali tem um contato ali nas costas, mas quando o jogador do Inter percebe, ele já vai se desequilibrando e depois se joga. Cabe a revisão do VAR para avaliar se esse contato foi suficiente, causou impacto para a marcação do pênalti. O árbitro entendeu que esse contato foi suficiente. Mas para mim, não houve a penalidade. Esse contato nas costas não foi o que derrubou, mas o próprio desequilíbrio do jogador”, opinou.


- // -

VEJA AS ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Imagem: Divulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário