Pressão da torcida, futebol pouco atrativo e falta de respaldo: Paulo Sousa vive no Flamengo situação parecida com a que derrubou Dome e Ceni




Espn: Com seis pontos em seis rodadas no Campeonato Brasileiro, o Flamengo vê de perto a zona de rebaixamento. O Rubro-Negro tem a mesma pontuação do Juventude, que abre o Z-4. Fora de campo, pressão em cima de Paulo Sousa e clima parecido com o que derrubou Domènec Torrent e Rogério Ceni.



Tudo isso faz parte do ambiente pré-jogo do Flamengo antes de fazer sua quinta partida na Conmebol Libertadores. Nesta terça-feira (17), às 21h30 (de Brasília), o time carioca recebe a Universidad Católica, no Maracanã. Um simples empate garante a classificação às oitavas de final, ainda que só um ponto provavelmente aumente as cobranças em cima do português.

Pressão da torcida

O primeiro ponto em comum do clima em torno do técnico português com os outros dois é a cobrança da torcida. Seja no recebimento do Rubro-Negro ou nas redes sociais, os flamenguistas já pedem a saída de Paulo Sousa.



Primeiro treinador pós-Jorge Jesus, Dome se viu pressionado pela mudança no esquema tático que havia dado certo em 2019. Do 442 do Mister, o espanhol apostou no 4231, deslocando Bruno Henrique para a ponta, realizando o jogo posicional e recebendo críticas por não encantar dentro de campo.

Já Rogério Ceni foi criticado porque o time não emplacava na visão do torcedor. Nem os títulos do Brasileirão, Campeonato Carioca e Supercopa do Brasil fizeram a arquibancada aprovar o comandante.



Soma-se à pressão o futebol pouco atrativo. As atuações não convincentes e os resultados recentes aumentam ainda mais o clima negativo em relação ao treinador. Em seis jogos no Brasileirão, apenas uma vitória. É o pior começo de competição do clube desde 2015.

Falta de respaldo da diretoria

O caso mais recente foi a declaração de Jorge Jesus. Após se oferecer ao Flamengo e dar prazo para o clube procurá-lo, o Mister colocou ainda mais pressão em cima de Paulo Sousa. O técnico viu a diretoria se manter calada e não se posicionar de forma pública. Pelo contrário, deixou Sousa levar pancada dos torcedores que pediam pela volta de Jorge Jesus. Na última semana, pelo contrário, Luiz Eduardo Baptista, o BAP, e outros dirigentes publicaram uma nota oficial no site do clube saindo em defesa de Rodolfo Landim em virtude das críticas que o mandatário vinha sofrendo.



O mesmo aconteceu com Dome e Ceni. Diante de cenário parecido em relação às cobranças, a cúpula rubro-negra manteve o silêncio e não prestigiou a dupla, assim como Paulo Sousa sofreu. O espanhol deixou a Gávea após goleada para o Atlético-MG. Em entrevista à revista alemã Spox, detonou a postura de alguns dirigentes.

"Flamengo é o maior e mais importante clube da América do Sul com 40 milhões de seguidores. Se você perder um jogo, tudo será um desastre. Os diretores tinham ideias diferentes. Alguns queriam Dome como treinador, outros Jürgen Klopp ou outra pessoa. É assim que funciona no Brasil. Minha equipe técnica e eu não sabíamos disso quando chegamos lá. Mas depois de algumas semanas, já estava claro para nós: se perdêssemos um ou dois jogos, iríamos embora."



O atual treinador do São Paulo saiu há pouco menos de um ano em um comunicado feito pelo clube durante a madrugada. Antes de deixar o clube, foi criticado pela postura no dia a dia em áudio vazado por um ex-analista de mercado do clube, que posteriormente foi demitido.

Na mensagem viralizada nas redes sociais, Roberto Drummond expôs o ambiente quente e a crise vivida pela comissão técnica liderada por Rogério Ceni na época.

"Cara, ele é uma pessoa ruim. Não tem outra definição. É uma pessoa ruim. O cara é perdido, faz m***, critica departamentos. Ele não tem respaldo do pessoal de cima, deixa ele meio perdido aqui. Mas ele está lá há quase um ano já, ele nunca se interessou em sentar com o pessoal da análise de desempenho, que são os caras de tática e tal, para ver quais são os processos, o que que faz."



Com a pressão pela demissão de Paulo Sousa aumentando, de acordo com o repórter Cícero Mello, dos canais esportivos da Disney, há um nome favorito pelo clube carioca: Cuca.

O próximo compromisso do Flamengo será nesta terça-feira (17). No Maracanã, encara a Universidad Católica pela 5ª rodada da Conmebol Libertadores. Já no sábado (21), no mesmo palco, às 16h30, o Rubro-Negro encara o Goiás pelo Brasileirão.


- // -

VEJA AS ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Imagem: Divulgação

Postar um comentário

0 Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.