Justiça atende pedido do Londrina e determina que Flamengo registre contrato com Matheuzinho




GE: A 1ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado do Paraná atendeu um pedido do Londrina e determinou que o Flamengo registre a renovação de contrato com o lateral-direito Matheuzinho. O acordo de extensão do vínculo até 2025 foi anunciado em novembro de 2020, mas nunca foi publicado no BID.



A decisão do juiz Everton Luiz Penter Correa determina que o Flamengo registre o contrato em até 15 dias. O clube carioca pode recorrer da decisão.

O interesse do Londrina se dá porque o clube tem 50% dos direitos econômicos de Matheuzinho, que foi revelado no Tubarão e negociado com o Flamengo em 2019 por R$ 1,2 milhão.



Ou seja, em caso de uma negociação do jogador, o Londrina recebe metade do valor da venda. Por outro lado, caso o Matheuzinho deixe o Flamengo no fim do atual contrato, que termina em dezembro de 2022, e vá para outro clube, o Londrina perde os direitos em futuras negociações.

A decisão atendeu a prova dos autos. O Londrina se obrigou a tomar uma decisão e não está se mostrando intransigente para resolver, mas não pode ser ingênuo. O Flamengo tem um jogador com multa de 70 milhões de euros, mas não registra, com risco de perder o jogador. — Mafuz Antônio Abrao, advogado do Londrina, ao ge



Procurado pelo ge, o Flamengo afirma que ainda não foi notificado da decisão e só vai se posicionar após contato oficial da justiça.

Entenda o caso

Em 2020, o Flamengo anunciou que o vínculo com Matheuzinho foi renovado até outubro de 2025, com multa rescisória para clubes do exterior estipulada em 70 milhões de euros (R$ 367,5 milhões na cotação atual).

No processo, o Londrina ressalta que essa renovação não foi publicada no BID da CBF desde então. Com isso, o contrato válido neste momento entre Matheuzinho e Flamengo vai até o fim de 2022.



O Londrina pede na Justiça que o Flamengo apresente esse contrato e dê andamento ao processo para regularização do novo vínculo com Matheuzinho.

O Tubarão entrou com a ação na 5ª Vara Cível de Londrina. No processo, o Londrina fala que “o réu Flamengo, ao se eximir de proceder o registro do contrato, está cometendo ato ilícito de omissão voluntária com indícios de fraude, indo contra a boa-fé contratual imposta às partes” na negociação da renovação”.

O juiz responsável pelo caso havia definido que o processo deveria seguir para a Justiça do Trabalho, mas o Londrina entrou com embargos solicitando para que seguisse na esfera cível, já que, segundo o clube, se trata de direitos econômicos do atleta e não de contrato trabalhista.



A ação foi encaminhada para o Tribunal de Justiça do Paraná, que deu o primeiro parecer favorável ao Tubarão nesta terça-feira.

Matheuzinho tem 21 anos e começou a carreira no Londrina. Ele teve destaque na Copa São Paulo de Futebol Júnior e subiu ao profissional do Tubarão em 2018.

Em 2019, o lateral-direito foi contratado pelo Flamengo. No Rubro-Negro, Matheuzinho tem 93 partidas disputadas, 47 como titular, e tem três gols marcados.


- // -

VEJA AS ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Imagem: Divulgação

Postar um comentário

0 Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.