sábado, 7 de maio de 2022

Com Santos e Pedro, Flamengo passa a ter mais de 20 problemas físicos na temporada




Lance!: As dores de cabeça não são de hoje. Assim como na reta final de 2021, o Flamengo , agora sob o comando de um pressionado Paulo Sousa, tem sido assolado por problemas físicos, sendo os mais recentes anunciados neste sábado , véspera do jogo contra o Botafogo, pelo Brasileiro: Santos e Pedro. Agora, são mais de 20 informes a respeito de desconforto muscular ou lesões este ano.



Embora tenha visto Rodrigo Caio, Léo Pereira e Marinho voltarem ao time para o clássico, Paulo Sousa já sabe que não terá Santos por conta de uma lesão constatada no quadríceps da coxa esquerda, e Pedro, que não está lesionado, mas é baixa por estar com dores no adutor da coxa direita.

SETOR DEFENSIVO: O MAIS ATINGIDO

As ausências no setor defensivo rubro-negro são constantes. A começar por Rodrigo Caio, que, em recuperação de cirurgia no joelho direito e uma infecção no local dos pontos, ainda não atuou em 2022. O zagueiro já até até viajou com a delegação para o jogo contra o Altos, iniciando o processo de reintegração a pedido de Paulo Sousa, e agora volta à lista do Mister com condições de atuar.



Em fevereiro, o clube informou que David Luiz e Léo Pereira apresentaram desgaste muscular acentuado, e perderam três e um jogo, respectivamente. No último dia 3, Léo Pereira sentiu dores na coxa esquerda e já ficou fora contra o Talleres. Está recuperado.

Já Gustavo Henrique sofreu entorse no joelho direito, em 20 de fevereiro, e lesão no quadríceps, em 10 de abril, sendo desfalque em 14 partidas até o momento. O lateral Isla também sofreu lesão no quadríceps, informada em 3 de abril. Fabrício Bruno, por conta de um trauma no pé esquerdo, é baixa desde o dia 31 de março. Contra o Talleres, completou dez partidas fora do time.



Dois dos reforços para a temporada, Ayrton Lucas e Pablo viveram situações diferentes. O lateral chegou ao clube em recuperação de uma lesão no tornozelo esquerdo. Do anúncio da sua contratação até sua estreia, contra o Altos, foram oito jogos. Já o defensor sofreu uma lesão no ligamento colateral medial do joelho direito, e a recuperação também o tirou de oito partidas.

Fechando o setor, estão o experiente goleiro Diego Alves - fora de dois jogos por conta de dores no joelho esquerdo, em fevereiro - e o jovem lateral-direito Matheuzinho, que, em recuperação de uma lesão na coxa direita, não esteve à disposição de Paulo Sousa nos últimos seis compromissos do Rubro-Negro. E seguirá fora.



TRAUMAS, FRATURAS E LESÕES MUSCULARES

Os desfalques do Flamengo também se acumulam do meio para frente. Quem sofreu a lesão mais grave foi o jovem Matheus França, que fraturou a fíbula da perna direita e passou por cirurgia no dia 25 de abril. O meia já iniciou a fisioterapia, e o prazo estimado para retorno foi de três a quatro meses.

Falando em fratura, o Flamengo informou, no último dia 3, que o atacante Marinho sofreu uma fratura na costela. O local já está cicatrizado, e o camisa 31 já está apto para jogar.



Já no setor do meio de campo, Thiago Maia foi baixa em quatro partidas ao recuperar-se de uma pancada no treino, a qual abriu um corte profundo em sua perna direita. Andreas Pereira, com dores nas costas, foi baixa no jogo contra o Altos, enquanto Vitinho, em recuperação de lesão muscular desde 31 de março, não esteve à disposição de Sousa nos últimos dez jogos do Fla.

Por fim, Bruno Henrique: em 2022, o Flamengo já informou que o camisa 27 apresentou desgaste muscular acentuado, sofreu lesão na coxa direita, luxação no ombro esquerdo e tendinopatia no joelho direito. Ao todo, o atacante ficou de fora de sete compromissos do Rubro-Negro devido aos problemas citados.

Em meio a tal cenário desfavorável e bastidores agitados após declarações bombásticas de Jorge Jesus , o Flamengo volta a campo pelo Brasileiro para engrenar. O próximo jogo, contra o Botafogo, será realizado às 11h (de Brasília) deste domingo, no Estádio Mané Garrincha.


- // -

VEJA AS ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Imagem: Divulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário