Paulo Sousa revela conversa com Pedro e critica como imprensa mexe com ambiente do dia a dia no Flamengo




Espn: Flamengo e Palmeiras empataram por 0 a 0 no Maracanã nesta quarta-feira (20) em ótima partida adiantada da 4ª rodada do Campeonato Brasileiro. Do banco, Pedro, centroavante do Rubro-Negro, viu o placar não ser aberto.



Em entrevista coletiva após o confronto, Paulo Sousa foi questionado sobre a opção de ter deixado o atacante na reserva durante os 90 minutos e revelou que teve conversas com o jogador, mas nenhuma em relação à minutagem.

“Tivemos várias conversas, mas não tivemos nada sobre minutagem. Jogos são diferentes. Disponibilidade do Pedro e de todos tem que ser máxima, porque qualquer momento a equipe precisa deles, e eles têm que estar prontos para poderem performar da melhor forma", começou por afirmar, antes de abordar o tema da sinergia com o torcedor, chegando a criticar como a imprensa mexe com o clima do dia a dia.



"Em relação à sinergia, como disse na coletiva anterior, tem que ser constante. No Flamengo, quando ganha estamos no céu, quando perdemos, estamos no inferno. Há muita volatilidade, muito originado por vocês. Acho que os torcedores têm que ser representados no campo pelos jogadores. Eles têm que sentir que demos tudo. Podemos ter uma menor performance à nível técnico, mas à nível de dar tudo, eles têm que nos reconhecer. Isso que pretendemos. Essa sinergia de dar tudo para ganharmos, hoje merecemos ganhar”, finalizou.

Com o resultado, o Flamengo vai a 5 pontos e dorme na 3ª colocação do Campeonato Brasileiro. Já o Palmeiras, que segue sem vencer, chega a 2 pontos e está em 15º lugar no momento.

Os dois times voltam a campo neste sábado (23), em partidas pela 3ª rodada do Campeonato Brasileiro. Às 16h30 (de Brasília), o Flamengo visita o Athletico-PR. Mais tarde, às 19h, o Palmeiras faz dérbi contra o Corinthians.


- // -

VEJA AS ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Imagem: Divulgação

Postar um comentário

0 Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.