Dirigentes do Vasco reconhecem que não foi pênalti mas agora reclamam da velocidade da conclusão do VAR




Lance!: A reunião prevista de dirigentes do Vasco com a comissão de arbitragem da Ferj aconteceu na tarde desta segunda-feira, na sede da entidade. O primeiro vice-presidente do Cruz-Maltino, Carlos Roberto Osório, representou o clube ao lado do gerente de futebol, Carlos Brazil, e este dirigente admitiu que não houve mão de João Gomes no lance mais reclamado da partida do último domingo, mas agora reclama da velocidade da conclusão do VAR.



- Tenho muito respeito pelos profissionais. Acho que a bola bateu no rosto, mas questiono a velocidade da conclusão de um lance difícil - afirmou Brazil, de acordo com a nota publicada no site da Ferj.

Os dirigentes vascaínos também demonstraram incômodo com "a velocidade da marcação de um impedimento do camisa 10 Nenê (bem marcado pelo assistente), com uma lei da vantagem aplicada numa disputa de Vitinho com Andrey e os poucos minutos de acréscimo." Tudo de acordo com a nota da Ferj.



Receberam os representantes do Vasco na sede da federação o diretor de arbitragem, Luiz Mairovitch, o presidente da Comissão Operacional, José Carlos Santiago, e o presidente da Comissão de Planejamento e Desenvolvimento, Cláudio José.

Após as primeiras imagens vistas por quem estava no estádio ou por quem assistiu pela televisão, houve grande reclamação. Posteriormente, as imagens deram razão à arbitragem.


- // -

VEJA AS ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Imagem: Divulgação
Dirigentes do Vasco reconhecem que não foi pênalti mas agora reclamam da velocidade da conclusão do VAR Dirigentes do Vasco reconhecem que não foi pênalti mas agora reclamam da velocidade da conclusão do VAR Reviewed by NF on março 07, 2022 Rating: 5

Nenhum comentário

Deixe seu comentário