terça-feira, 15 de fevereiro de 2022

Dono do Botafogo diz querer 'atropelar' o Flamengo




Coluna do Fla: Não é segredo para ninguém que o Flamengo é o clube mais invejado e odiado do Brasil. Não à toa, no Rio de Janeiro, o Rubro-Negro é visto como maior rival dos outros três ‘grandes’, como Fluminense, Vasco da Gama e Botafogo. Este último foi recém comprado pelo investidor norte-americano John Textor, que já deixou claro conhecer a ‘antipatia’ contra o Fla.



Em entrevista à ESPN, o investidor, que também é dono do Crystal Palace (ING) e do Molenbeek (BEL), quer realizar uma reestruturação no futebol brasileiro. Ao detalhar o processo, John Textor frisou o fato de o Flamengo ser visto como principal rival.

— Gostaria de fazer coisas pelo futebol brasileiro que vão além do Botafogo. Acho que a colaboração entre os grandes clubes pode ajudar muito. No aspecto dos direitos de TV, temos que fazer como na Premier League. A gente se odeia no campo de jogo, mas cooperamos entre as diretorias -, afirmou Textor, antes de prosseguir:



— Então, digo isso de forma clara: na hora do jogo, quero atropelar o Flamengo. Mas, na quinta-feira seguinte ao jogo, depois da gente ganhar deles, podemos fazer uma ligação, uma reunião e conversar sobre como avançar a ideia de formar uma liga no Brasil, vender direitos de TV. Colaboração entre clubes. E, se eles ganharem da gente, vou atender a ligação deles de forma amistosa também -, explicou Textor. Ele ainda continuou:

— No fim do dia, eu sou a pessoa que fez a promessa aos fãs de que tentaria tudo o que for imaginável para vencer o Flamengo no campeonato. Eu sou a pessoa que será jogada fora se, depois de alguns anos, nós não competirmos por títulos. Não vim ao Brasil para perder. Vim para construir time campeão. Quero que, daqui a 5 anos, nos vejam jogando, ou vejam alguém jogando como nós, e digam: ‘Esse é o estilo de jogo do Botafogo’. Como falamos hoje de PSG, City, Barcelona -, concluiu o empresário.



O Botafogo não esconde o ‘ódio‘ sobre o Flamengo. Não à toa, quando o Rubro-Negro atuou no Engenhão, no clássico com o Fluminense, há uma semana e meia, o Alvinegro não gostou de nas bandeiras de escanteio terem as cores do Mais Querido. O clube de General Severiano, inclusive, decidiu não mais alugar o estádio, até um novo protocolo de concessão temporária seja estabelecido.


- // -

VEJA AS ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Imagem: Divulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário