quinta-feira, 23 de dezembro de 2021

Imprensa e torcedores criticam o Benfica por autorizar reunião de Jorge Jesus com o Flamengo




Por Fred Gomes e Fred Huber | GE: Que os dirigentes do Flamengo em Portugal e Jorge Jesus tomariam um café todo mundo sabia. Como dizem os lusitanos, eram favas contadas. Mas o encontro às vésperas de um clássico e o consentimento da diretoria do Benfica dito pelo auxiliar João de Deus amargaram ainda mais o tom das críticas de grande parte da imprensa local e de torcedores benfiquistas ao Mister.



O Benfica tem duelo decisivo contra o Porto nesta quinta-feira, às 17h45 (de Brasília), válido pelas oitavas de final da Taça de Portugal, no Estádio do Dragão, casa do rival. O duelo é disputado em jogo único, e o vencedor avança à fase seguinte. Mesmo impedido de dirigir o time à beira do campo - foi suspenso por 15 dias em função de críticas à arbitragem -, Jesus viu a pressão sobre si aumentar substancialmente depois de ter recebido em sua casa, em Cascais, Bruno Spindel e Marcos Braz a dois dias do clássico.

Conversa do Flamengo com Jesus pressiona o treinador do Benfica — Foto: Reprodução

Em telejornais, comentaristas pesaram a mão sobre Rui Costa, presidente do Benfica, por este ter autorizado JJ a conversar com os homens que tocam o futebol do Flamengo, como afirmou João de Deus em entrevista coletiva.



- Ontem (terça) houve um encontro (dele) com os amigos do Flamengo e devidamente autorizado pelo Benfica e com o conhecimento de Rui Costa. O Mister disse que não pode e nem quer neste momento abandonar o Benfica. Há um contrato para cumprir, quer cumprir e quer ganhar títulos no Benfica. Foi isso que nos fez vir para a Portugal novamente - afirmou João de Deus.

Auxiliar do Benfica diz que Jorge Jesus não voltará ao Flamengo

Pessoas próximas a JJ garantem ter feito o alerta ao treinador que um encontro com os rubro-negros às portas de um clássico importante pegaria mal. Não deu outra, e o caldo entornou.

"A Bola" tratou como "novela brasileira" a busca do Flamengo por Jesus — Foto: Reprodução

Diário de Notícias, de Portugal, vê Jesus inquieto com interesse do Flamengo — Foto: Reprodução



Retrospecto ruim contra o rival

Desde que deixou o Flamengo em julho de 2020, o Mister ainda não venceu o Porto. Foram três jogos, dois empates e uma derrota. O revés, porém, foi duro e aconteceu na final da Supertaça, em dezembro de 2020 - 2 a 0 para os Dragões.

E o Porto será adversário do Benfica já na próxima quinta-feira, desta vez pelo Campeonato Português e novamente no Dragão. Atualmente terceiro colocado, o time do Mister está a quatro pontos do rival, líder da competição. Uma vitória colocaria fogo na disputa pelo título.



Vencer um clássico é mais do que urgente para JJ. Além de não ter vencido o Porto desde o retorno a Lisboa, perdeu para o rival Sporting no último dia 3, por 3 a 1, em casa.

Barulho da dupla Braz/Spindel em Portugal provoca olhares tortos

O "café" de JJ com a dupla rubro-negra não provocou amargor direcionado apenas ao treinador. Nos programas esportivos, alguns comentaristas têm citado que Braz e Spindel foram a Portugal para tumultuar o ambiente no Benfica às vésperas de partidas decisivas diante do Porto e com as oitavas de final da Liga dos Campeões da Uefa, contra o Ajax, pela frente.



Desde suas primeiras entrevistas, Marcos Braz afirma aos repórteres portugueses que ele e Spindel não cometeriam "nenhuma indecência" ao se encontrar com Jorge Jesus. E também faz questão de frisar que não foram a Portugal para contratar JJ, mas sim para trazer um treinador português.

Os dirigentes do Flamengo - e isso se estende aos que ficaram no Brasil - entendem que uma conversa com o Mister, ídolos dos rubro-negros, era item obrigatório na agenda de Braz e Spindel, independentemente da situação do treinador à frente dos encarnados.



Quando confrontados pela imprensa local, defendem-se afirmando que foram a Portugal em busca de conversar com diversos candidatos à sucessão de Renato Gaúcho e não apenas para contratar Jesus.

A situação é diferente do que fez em julho de 2020 o então presidente Luis Filipe Vieira, quando, em um jatinho foi ao Rio, exclusivamente para tirar JJ do Flamengo, pouco depois de o treinador renovar contrato com pompa e circunstância. É nesse fato que se apoia a diretoria rubro-negra para desviar olhares tortos dos adeptos do Benfica e da imprensa local.


- // -

VEJA AS ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Imagem: Alexandre Vidal

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário