domingo, 7 de novembro de 2021

Flamengo tem 7 desfalques contra Chape e reforça cuidados contra lesões




Por Leo Burlá | Uol: O Flamengo evita a todo custo jogar a toalha no Campeonato Brasileiro, mas a proximidade da final da Libertadores já faz com que o clube calcule ainda mais os riscos antes da decisão do dia 27 de novembro. 



Na sexta (5), o time bateu o Atlético-GO por 2 a 0, mas o calendário não dá trégua alguma. Amanhã (8), o time volta a campo para encarar a Chapecoense, às 20h, na Arena Condá, e Renato já conta com oito desfalques certos. Entre lesões, suspensão e convocação para as Eliminatórias, ele não poderá contar com Filipe Luís, Diego, Arrascaeta, Pedro, Isla, Andreas Pereira e Kenedy. Para que os problemas não aumentem, a tendência é que muitos outros sejam preservados.

Hoje (7), os dados dos atletas serão novamente reavaliados e confrontados com as últimas informações colhidas. Caso haja algum risco acentuado de fadiga muscular, nada de jogo em Chapecó. Contra o lanterna da competição, a tendência é que o Fla entre em campo muito mexido em Santa Catarina. 



Após o triunfo sobre o Dragão, Renato já havia indicado que o Palmeiras começa a ficar cada vez mais próximo do horizonte rubro-negro, e que a maratona antes do duelo em Montevidéu pode cobrar um preço altíssimo se não houver cuidados redobrados.

"Temos o risco de jogar a cada três dias, mas enquanto houver chances estamos jogando. A gente está jogando esses jogos como se fossem uma final. O grupo do Flamengo não consegue nem dormir e se alimentar. Daqui a pouco vamos tropeçar e vai ter gente falando que falta isso e aquilo. Temos esse risco. Se mais algum jogador sofrer uma lesão muscular, ele estará fora do dia 27", disse Renato.



Como o Rubro-negro encara Bahia e São Paulo na semana que vem, a carga e a minutagem dos atletas será ainda mais controlada. Contra a Chape, nomes como Matheuzinho e Thiago Maia são presenças quase certas. Após retornarem de lesões na última rodada, David Luiz e Rodrigo Caio dificilmente irão juntos para o jogo, assim como Bruno Henrique e Gabigol. 

"Iremos brigar enquanto houver chances no Campeonato Brasileiro. O único momento em que pouparemos algum jogador é quando houver risco de uma lesão séria. Estamos sempre de olho na partida contra o Palmeiras", afirmou o técnico.

Antes de um novo compromisso, o Fla tem a missão de secar o líder Atlético-MG, que encara o rival América-MG. Em caso de derrota do Galo, a distância entre ambos ficará em 9 pontos.


- // -

VEJA AS ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Imagem: Alexandre Vidal

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário