sábado, 16 de outubro de 2021

Autor de 'Ôto Patamar', Bruno Henrique se pronuncia após pedido de indenização milionária




O Dia: Em recuperação de uma lesão no músculo adutor da coxa esquerda, Bruno Henrique quebrou o silêncio se pronunciou pela primeira vez após a descobrir que é réu de uma ação milionária na 1ª Vara Empresarial e Conflitos de Arbitragem de São Paulo pelo uso da icônica frase que popularizou: 'Ôto Patamá'. Na ação movida por Josineide Constantino Dantas é cobrada do camisa 27 uma indenização de R$ 13 milhões pelo uso indevido da expressão que a torcedora diz ter registrado como marca no Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI).



Em nota oficial, Bruno Henrique revelou que está juridicamente amparado e lembrou que a Justiça já indeferiu o pedido de liminar da autora para impedir a BH27, empresa do atacante, de explorar comercialmente a expressão. O atacante rubro-negro lamentou a postura da torcedora de tentar lucrar em cima da expressão que viralizou após o eletrizante empate em 4 a 4 no clássico com o Vasco, no returno do Campeonato Brasileiro de 2019. Autor de dois gols, Bruno Henrique reagiu às provocações de jogadores e dirigentes do Cruzmaltino, que na época ainda lutava pela permanência na Série A, e disse que o Flamengo estava em 'outro patamar'.

Confira na íntegra o nota oficial divulgada pela assessoria de Bruno Henrique:

"Após a repercussão massiva na imprensa acerca de uma suposta disputa judicial pela marca 'Ôto Patamar', venho por meio deste comunicado esclarecer alguns pontos.



Meu estafe, assessorado juridicamente, tomou a frente desta ação instrumentalizada por uma pessoa que busca se favorecer de uma expressão popularizada por mim e eu sigo tranquilo, focado exclusivamente em minha recuperação para voltar aos gramados o mais brevemente possível.

Em segundo lugar, vale ressaltar que fui pego completamente de surpresa e lamento profundamente a tentativa desta pessoa de se utilizar e promover financeiramente a partir de uma expressão que se popularizou nas redes sociais após uma entrevista minha durante um clássico em 2019.



Por duas oportunidades e em duas instâncias diferentes, a Justiça indeferiu o pedido de liminar desta pessoa que visava suspender meu direito de uso da expressão de minha autoria.

Aproveito a oportunidade para reforçar que estamos respaldados juridicamente e seguiremos com nossas atividades comerciais sem nenhuma intercorrência. A BH27, com muito trabalho e dedicação diária dos envolvidos, vem conquistando seu espaço no ramo de vestuário e seguirá desenvolvendo novas coleções e produtos com meu apoio e incentivo".


- // -

VEJA AS ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Imagem: Reprodução

Um comentário:

  1. O Bruno Henrique a vida inteira no futebol sempre fez pronúncias erradas, ele é analfabeto funcional...simples, e o cara que em uma conversa fala..os otros...mortandela..cadera...nois vai lá.. cumida..

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário