sábado, 11 de setembro de 2021

Rio monta 'operação Copa' e vê impacto positivo em volta da torcida do Fla




Leo Burlá | Uol: O Flamengo já vende os ingressos para o jogo contra o Grêmio , válido pelas quartas de final da Copa do Brasil , e a Prefeitura do Rio vai montando sua operação para aquele que é considerado um evento chave para a retomada gradual das atividades na cidade.



Ontem (10), uma reunião entre as dezenas de órgãos envolvidos no esquema da partida começou a traçar as diretrizes para que a partida seja um pontapé inicial positivo para que o município possa respirar novos ares. Apesar de o jogo valer uma vaga na próxima fase do torneio, o êxito na organização é tido como uma meta tão importante quanto a vitória em campo.

"Haverá uma fiscalização preventiva em depósitos de bebidas, bares e estacionamentos irregulares, além da fiscalização dos protocolos por parte da secretaria de Saúde. A Comlurb (limpeza) irá fazer a sanitização do Maracanã e vamos antecipar o horário de entrada no estádio. A CET-RIO (trânsito) está desenhando o plano de interdições e anunciaremos todo o efetivo na próxima terça. Nós já organizamos Copa e Olimpíada, a Prefeitura tem toda uma memória. O importante é o cumprimento dos protocolos, disse ao UOL Esporte Pedro Paulo Carvalho, secretário municipal de Fazenda e Planejamento.



Pedro Paulo, um dos responsáveis pela aproximação entre o Fla e o prefeito Eduardo Paes, não acredita que a experiência irá gerar frustração e aposta na capacidade do clube para organização de eventos. O secretário ressaltou que não trabalha com a hipótese de um recuo e citou os benefícios da obrigatoriedade da vacinação para ingressar no estádio.

"O Flamengo tem experiência, é profissional em eventos. Vamos ter quase 100 mil pessoas nesses três jogos, isso pode gerar um volume maior de vacinados. Acredito que vai dar tudo certo, a cidade está preparada para receber grandes eventos", disse.



De acordo com o que ficou estabelecido, o jogo contra o Tricolor poderá receber 24.783 torcedores, cerca de 35% da capacidade total do Maracanã. No segundo duelo com o Tricolor, dia 19, a capacidade aumentará para 40%, enquanto a partida contra o Barcelona (EQU), pela Libertadores , poderá receber 35.035, aproximadamente 50% do que comporta o estádio.

Segundo documento assinado no último dia 6, a retirada do ingresso estará condicionada à apresentação de comprovação de vacinação contra covid-19, cumprindo as regras do Decreto Rio 49.335, de 26 de agosto de 2021, e resultado negativo de teste de antígeno para covid-19 realizado em até 48 horas anteriores à partida, "exclusivamente, por laboratório autorizado pelo clube organizador da partida".



No parecer favorável à presença de público no Maracanã, ressaltou-se que está "condicionado à rigorosa observância ao protocolo" apresentado pelo Flamengo, e, dentre os ajustes pedidos, há a indicação de que "todo público presente no estádio do Maracanã, nos dias 15,19 e 22 de setembro, será monitorado pela SMS através do número do CPF pelo prazo de 15 dias".

Nos bastidores, o embate entre as partes em relação ao tema já durava algum tempo. O Fla procurou a Prefeitura do Rio em oportunidades anteriores, mas não obteve sucesso. Em maio, com o apoio da Federação de Futebol do Rio de Janeiro (Ferj), o Fla tentou costurar para que a final do Carioca deste ano pudesse receber torcida .


- // -

VEJA AS ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Imagem: Divulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário