segunda-feira, 9 de agosto de 2021

Primeira derrota com Renato Gaúcho freia empolgação e pode servir de lição para o Flamengo na Libertadores




Lance!: O resultado em si foi catastrófico. Mas, mais do que o 4 a 0 sofrido para o Inter, a postura do Flamengo neste domingo, no Maracanã, ligou o sinal de alerta. Após sete vitórias seguidas e muitos elogios, o Flamengo de Renato Gaúcho conheceu a primeira derrota - de forma acachapante - e freou a empolgação às vésperas do início das quartas de final da Libertadores.



Sem dúvidas, a atuação da equipe rubro-negra assustou em função do grande contraste com as ótimas performances recentes. A história, inclusive, poderia ter sido outra caso o Flamengo tivesse aberto o placar no início do duelo. O time teve chances claras e fez por merecer uma vantagem no marcador nos primeiros 20 minutos.

Algo que não vinha sendo problema, a falta de pontaria impediu que o domínio e o volume de jogo fossem transformados em gol. A sensação ao ver a partida era que a equipe rubro-negra tinha o confronto na mão e poderia chegar com perigo sempre que quisesse. Mas, ainda no primeiro tempo, pagou caro pelo preciosismo.



Mais eficiente na frente do gol, o Inter balançou a rede duas vezes nas três primeiras chances criadas e praticamente matou o duelo. O Flamengo ainda buscou reverter a situação, mas as circunstâncias da partida - como a grande atuação de Daniel e a expulsão de Gabigol - impediram qualquer tipo de reação na etapa final. 

SINAL DE ALERTA PARA QUARTA

A principal lição que o Flamengo pode tirar desta goleada é o risco de achar que pode resolver qualquer jogo quando bem entender. É difícil cobrar que a equipe domine durante os 90 minutos. As oscilações são naturais e vão ocorrer na maioria dos duelos. O importante é conseguir aproveitar as chances criadas para continuar transformando a superioridade técnica em vitórias.



A primeira chance para voltar aos trilhos e provar que a derrota deste domingo foi "fora da curva" será justamente um duelo decisivo. Nesta quarta-feira, o Flamengo enfrenta o Olimpia, no Paraguai, pelo jogo de ida das quartas de final da Libertadores. Em um duelo de mata-mata com gol qualificado, a seriedade e o capricho na finalização tornam-se ainda mais importantes.

Após uma semana livre para treinos, Renato Gaúcho volta à realidade e terá apenas dois dias de preparação para o confronto continental. A equipe se reapresenta nesta segunda-feira no Ninho do Urubu e embarca na terça rumo a Assunção, local da partida de quarta-feira, às 19h15 (de Brasília).


- // -

VEJA AS ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Imagem: Divulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário