quinta-feira, 5 de agosto de 2021

Mauro Cezar detona hipocrisia de times e mídia paulista sobre liberação de público para o Flamengo




O jornalista Mauro Cezar Pereira ironizou a postura do Palmeiras em reclamar da liberação de público para jogos do Flamengo no Campeonato Brasileiro. Em seu perfil no Twitter, o ex-comentarista da ESPN ainda disparou contra ‘alguns integrantes imprensa paulista’ e lembrou que a final da Libertadores 2020, conquistada pelo clube Alviverde contra o Santos, no Maracanã, em janeiro, contou com a presença de torcedores. A Informação é do site Torcedores.com



“Alguns integrantes da imprensa paulista são eloquentes ao criticar os dirigentes do Flamengo. Em muitas situações eles merecem, sim, também os critico. Mas nem sempre vejo a mesma ênfase quando a pauta envolve os dirigentes que, por exemplo, endividam os clubes do futebol de SP”, começou o comentarista.

“Se você nada disse quando Palmeiras e Santos decidiram a Libertadores diante de milhares de pessoas (com 13 dias de vacinação e 0,9% da população com a 1ª dose), por que a revolta com clubes de outros Estados que tentam aprovar presença de público hoje, sendo 20% com duas doses?”, questionou.



Mauro Cezar ainda citou uma diferença de tratamento “evidente” nas situações envolvendo clubes paulistas e o Flamengo. “Acho que a discussão sobre o público nos estádios agora, ou não, é válida é necessária. Mas a diferença de tratamento não é imperceptível, como podem imaginar. Ao contrário, ela é evidente”.

“No futebol paulista tem clube que busca apoio nas decisões polêmicas das autoridades para VETAR torcida visitante de time de outro Estado. E raros mídia local se manifestam contra tal postura. Pau que dá em Chico nem sempre dá em Francisco, ô meu!”, completou.





A polêmica começou quando o STJD atendeu ao pedido feito pela diretoria do Flamengo e concedeu uma liminar liberando a presença de torcida nas partidas em que o rubro-negro seja mandante em competições organizadas pela CBF nos estádios de cidades que derem autorização para a presença de público, como Brasília, que já recebeu a partida da equipe contra o Defensa y Justicia, pela Libertadores, com torcedores.



Pouco depois da decisão, o Palmeiras divulgou uma nota criticando a liberação do público. “O Palmeiras discorda integralmente da decisão que permitiu que apenas alguns clubes joguem com a presença de seus torcedores. A decisão atenta contra a integridade da competição, sua credibilidade e isonomia”.

“A propósito, é de conhecimento público que os clubes da Série A, conjuntamente, em reunião do conselho técnico, decidiram que a retomada do público nos estádios somente aconteceria após definição de seu colegiado e essa decisão deve ser respeitada”, finalizou o clube Alviverde.


- // -

VEJA AS ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Imagem: Reprodução

2 comentários:

  1. Não faz sentido usar a final da libertadores como argumento uma vez que ambos estavam representados por suas torcidas e o argumento aqui não é sobre liberar torcida para um clube apenas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Corrigindo... O argumento aqui É sobre liberar torcida para um clube apenas.

      Excluir

Deixe seu comentário