sexta-feira, 20 de agosto de 2021

Marcos Braz responde sobre pedido de torcedores do Flamengo para contratar David Luiz




Por Carlos Sartori | ESPN: Em conversa exclusiva com o Blog  do Sartori, por telefone, o vice-presidente de futebol do Flamengo, Marcos Braz, falou sobre o desejo da torcida rubro-negra em ter o veterano zagueiro David Luiz, sem clube, no elenco do time. Nesta quinta-feira (19), a #DavidLuizNoFlamengo foi um dos principais assuntos do Twitter. No momento dessa publicação, eram 60 mil menções. Com bom humor e pés no chão, o dirigente não entrou na onda da torcida.



“A torcida do Flamengo é insaciável", Braz comenta e ri. E continua: "Acabamos de contratar o Kennedy e o Andreas, mas esse ainda não está fechado. Eu só revelo quando os dois presidentes assinam o contrato”, revelou Braz que analisou David Luiz “jogador tem um tamanho enorme no futebol mundial, mas não tem nada, vamos ver até o final dessa janela, até o dia 28 tem nove dias, e pode acontecer muita coisa. Não vou comentar o que a torcida do Flamengo pede. Eu até entendo”, completou o dirigente.

Segundo o dirigente, a sua conta no Twitter é justamente para responder a questões como essas ou saber o que a torcida pede.



“Eu tenho um canal de comunicação com a torcida para a minha defesa. Hoje é uma loucura. Se eu for atacado, por exemplo, posso me defender. Antes não era assim”, disse Braz.

Marcos Braz explicou também a dificuldade que o Flamengo teve para buscar jogadores na Europa, ainda mais quando os próprios clubes procurados, também negociavam jogadores.



“A gente recebeu muitas críticas pela complexidade das negociações e do nível de qualidade de jogadores que estávamos procurando. Pouco dinheiro. Tem que ter paciência. Quando eu estava na Europa, por exemplo, o Chelsea estava iniciando a contratação do Lukaku. Milhões em jogo. Eu precisei esperar, ter paciência. Eu entendo a torcida e não fico chateado”, disse Braz.

O maior problema do Flamengo é a falta de dinheiro para grandes contratações e segundo o dirigente isso só acontecerá quando os estádios estiveram cheios.



“Nesse momento, dinheiro só para empréstimo. Estamos fazendo tudo sem dinheiro. Enquanto não voltar o público, não dá. E eu falo 60, 70 mil torcedores nos estádios. Mas a volta de verdade, não poucos torcedores como agora. A partir disso, eu acho que vamos conseguir, sem utopia e sem enganar torcida. O flamengo está demonstrando que conhece o mercado”, afirmou o dirigente.

Marcos Braz finalizou a conversa apontando que nem só de alegria o Flamengo conseguiu passar na gestão do presidente Rodolfo Landim. Não foi fácil a caminhada para o time rubro-negro virar a potência que é hoje dentro de campo.



“Logo no início da nossa gestão enfrentamos o maior acidente com a morte de 10 jogadores da nossa base. Muito triste. Depois, enfrentamos a maior crise sanitária da história do nosso país e do mundo. Não é fácil”, desabafou o dirigente rubro-negro.


- // -

VEJA AS ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Imagem: Reprodução

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário