terça-feira, 6 de julho de 2021

Ceni vive turbulência no Flamengo e reforços viram alento para o técnico




A derrota por 1 a 0 no clássico diante do Fluminense aumentou a temperatura no caldeirão do Flamengo e trouxe uma dose extra de pressão ao técnico Rogério Ceni no comando.



O cargo do treinador não está ameaçado no momento, mas Ceni queimou alguns créditos junto à diretoria com sua atuação no Fla-Flu, dentro e fora de campo. Durante o jogo, suas mexidas tornaram o Rubro-Negro mais vulnerável e fizeram o rival crescer. Fora dele, o tom mais alto na entrevista coletiva não agradou .

A seu favor, Rogério tem os títulos recentes e a boa avaliação do departamento de futebol , que entende que o momento é dificultado pela ausência de alguns dos principais nomes. Apesar do atenuante, a observação é contínua.



"Temos muitos jogadores na seleção. Jogávamos com quatro [camisas] dez no meio. Um foi vendido [Gerson], outro se machucou [Diego] e dois estão na Copa América [Arrascaeta e Everton Ribeiro]. Tivemos que mudar a maneira de jogar", justificou Ceni.

Em tempos de resultados não satisfatórios dentro das quatro linhas, o comandante começa a vislumbrar um cenário melhor para os desafios que se apresentam. Com suas seleções eliminadas da Copa América, Isla, Piris da Motta e Arrascaeta voltaram a trabalhar ontem (5) e devem pintar na equipe que encara amanhã (7) o Atlético-MG , 19h, no Mineirão, pelo Brasileiro .



Enquanto não tem todas suas peças à disposição, Rogério aguarda os sonhados reforços. A direção trabalha com cautela para não queimar as poucas balas disponíveis no cartucho, mas segue de olho em ao menos dois nomes de peso.

Embora não tenha havido nenhuma evolução recentes nas negociações, Thiago Mendes, Renato Augusto e Kenedy seguem na lista rubro-negra e a tendência é que as conversas avancem nas próximas semanas. Até receber os presentes desejados, o treinador terá que encontrar soluções dentro de casa.



"Queremos sempre vencer. Nem fazemos contas dos jogadores fora, dos desfalques ou não. O Flamengo quer sempre vencer. No ano passado, ganhamos o campeonato por um ponto e cada ponto deixado para trás é muito importante. Dominamos o jogo mais uma vez, tocando bem a bola e chutando a gol", disse ele.

Após três derrotas nos últimos cinco jogos, os atuais campeões encaram o Galo em jogo com ares de decisão. Antes do embarque para Belo Horizonte, o elenco treina na parte da manhã no Ninho do Urubu.


- // -

VEJA AS ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Fonte: https://www.uol.com.br/esporte/futebol/ultimas-noticias/2021/07/06/ceni-vive-turbulencia-no-flamengo-e-reforcos-viram-alento-para-o-tecnico.htm
Imagem: Pedro H. Tesch/AGIF

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário