segunda-feira, 2 de novembro de 2020

Com R$ 67 milhões investidos, contratações definitivas do Flamengo têm dificuldades para se firmar



Por Guilherme Calvano | ColunadoFla: Após a dura derrota por 4 a 1, sofrida para o São Paulo, no Maracanã, parte da torcida rubro-negra voltou a se perguntar o por que de alguns jogadores, contratados para a atual temporada não renderem o esperado. Se em 2019 a diretoria do Mais Querido se destacou pelo índice de acerto nas contratações, o mesmo não se pode afirmar em 2020.



Chegaram Pedro, Thiago Maia, Mauricio Isla, Gustavo Henrique, Léo Pereira, Michael e Pedro Rocha. Apenas os três primeiros se firmaram no time e vão conseguindo entregar aquilo que se espera deles. O centroavante é o artilheiro do time na temporada, o volante tem papel fundamental para o bom funcionamento do meio-campo de Domènec Torrent e o lateral direito assumiu com maestria o posto deixado por Rafinha, que rumou ao futebol grego.

Gustavo Henrique
Bastante criticado contra o São Paulo e desde que chegou ao clube da Gávea, o camisa 2 é um dos atletas com pior desempenho no elenco flamenguista. Visto como oportunidade de mercado, já que seu contrato com o Santos havia se encerrado, o zagueiro vem cometendo falhas primárias que acabam comprometendo o sistema defensivo como um todo.



Se na equipe da Baixada Santista, o defensor, com seus 1,95 de altura, conseguia ter bom desempenho com a bola no chão e posicionamento correto, o mesmo não tem acontecido no Flamengo. Com erros crassos de marcação e tempo de bola, Gustavo Henrique não inspira confiança até o momento.

Léo Pereira
Companheiro muitas das vezes de Gustavo Henrique no miolo de zaga, Léo Pereira foi contratado logo após a saída de Pablo Marí para o Arsenal. O ex-Athletico, que custou R$ 32,4 milhões aos cofres rubro-negros, também tem cometido muitas falhas técnicas e posicionais.



O jogador não ganhou a confiança da torcida e da comissão técnica até aqui. Assustado e inseguro em algumas partidas, Léo não tem conseguido desenvolver o bom futebol que o “consagrou” no time paranaense. Em Curitiba, o zagueiro era tido por muitos como um dos melhores da posição atuando no Brasil. Por lá, conquistou a Copa Sul-Americana e a Copa do Brasil.

A principal prova para o mau desempenho da dupla de zagueiros contratada este ano, é a opção por defensores da base. Depois do surto de Covid-19 no plantel flamenguista, Natan e Gabriel Noga, ambos crias do clube, ganharam oportunidades e agradaram. O primeiro (Natan) para a grande maioria, é o parceiro ideal de Rodrigo Caio.



Michael
7,5 milhões de euros (R$ 35 milhões de reais): esse foi o valor investido pelo Flamengo em Michael. Contratado junto ao Goiás, o jogador de 24 anos, revelação do Campeonato Brasileiro 2019, até então não fez jus à quantia paga pelo Rubro-Negro. Espécie de talismã com Jorge Jesus, o atacante, é verdade, não tem tido tantas oportunidades com Domènec Torrent. No entanto, quando é titular ou entra no decorrer do jogos, pouco tem produzido. São 31 partidas, com três gols marcados e duas assistências.

Com muitos erros nas tomadas de decisão em campo, Michael demonstra que é um jogador que, predominantemente funciona em esquemas que priorizam o contra-ataque, o jogo reativo, como era no Goiás. No Fla, que joga de maneira completamente oposta, buscando a posse de bola a todo instante, o camisa 19 erra passes simples, tem dificuldade nas finalizações e vem deixando muito a desejar no um contra um, o chamado mano a mano, sua principal virtude.



Pedro Rocha
Dentre os jogadores citados, o caso de Pedro Rocha é o que menos preocupa. Sim, até aqui, não jogou tudo o que pode e que mostrou no Grêmio e no Cruzeiro. Contudo, desde Jorge Jesus, é um dos homens de frente que menos oportunidades recebeu. Para ilustrar, com o Manto Sagrado, tem 7 apenas partidas, totalizando 224 minutos em campo.

Além da pouca utilização por opção dos técnicos (Jorge Jesus e Domènec Torrent), o camisa 32 vem sofrendo fisicamente, acumulando lesões nesta passagem pelo Flamengo. Emprestado pelo Spartak Moscou, da Rússia, até o fim de 2020, não é certa a permanência de Pedro Rocha no Mais Querido.


- // -

> Veja as últimas informações sobre o Mengão em nossa página principal, Clique Aqui



Fonte: https://colunadofla.com/2020/11/com-r-67-milhoes-investidos-contratacoes-definitivas-do-flamengo-tem-dificuldades-para-se-firmar/

CURTA NOSSA PÁGINA



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário