quarta-feira, 11 de março de 2020

Flamengo de Jesus transformou o Maracanã em pesadelo para os adversários



Eliminações no Maracanã eram uma constante na vida do Flamengo. A própria torcida, inclusive, cunhou o termo "Flamengada" para falar do excesso de vexames e eliminações continentais que a equipe sofria em casa. Com a chegada de Jorge Jesus, porém, esse cenário mudou drasticamente e, hoje, o Maracanã é um pesadelo para os adversários.


Entre 2008 e 2018, a equipe rubro-negra foi eliminada em quatro oportunidades graças a resultados ruins no Maracanã na Copa Libertadores. Em 2008, o famoso jogo contra o América do México em que a equipe perdeu por 3 a 0 com um show do atacante Cabañas e foi eliminada nas oitavas de final depois de ter vencido por 4 a 2 no México.

Em 2010, a equipe foi derrotada por 3 a 2 pela Universidad de Chile na partida de ida no Rio e não conseguiu reverter o resultado em Santiago: apesar da vitória por 2 a 1, o Rubro-Negro foi eliminado pelo critério do gol marcado fora de casa.

Em 2014, o Flamengo sequer alcançou o mata-mata, mas ainda assim foi eliminado dentro de casa. Ainda na fase de grupos, a equipe foi derrotada por 3 a 2 pelo León, do México, que contava com o atacante Mauro Boselli, atualmente no Corinthians e que marcou um gol na partida, na última rodada e ficou na 3ª colocação do grupo com 7 pontos contra 10 dos mexicanos.


Em 2018, a equipe foi eliminada nas oitavas de final pelo Cruzeiro Na partida de ida, no Maracanã, De Arrascaeta e Thiago Neves marcaram e os mineiros venceram por 2 a 0. No Mineirão, a vitória por 1 a 0, gol de Léo Duarte, não foi o suficiente para colocar os cariocas nas quartas: mais uma eliminação por conta do gol fora de casa.

Desde que Jorge Jesus assumiu o comando do Flamengo, porém, o cenário é completamente o inverso: quatro mata-matas continentais, quatro vitórias no Maracanã. Pela Libertadores de 2019, a equipe venceu o Emelec por 2 a 0 e se classificou nos pênaltis nas oitavas de final, fez 2 a 0 no Internacional nas quartas e atropelou o Grêmio na histórica vitória por 5 a 0 nas semis - a final contra o River Plate foi disputada em jogo único em Lima, no Peru. Em 2020, a equipe venceu o Independiente del Valle por 3 a 0 e conquistou a Recopa Sul-Americana.

E não é só em competições continentais que o Maracanã se transformou no pesadelo dos visitantes: Jorge Jesus ainda não foi derrotado no estádio. São 22 partidas, 19 vitórias e 3 empates: 1 a 1 com o Athletico-PR pela Copa do Brasil, 0 a 0 com o São Paulo e 4 a 4 com o Vasco da Gama, ambos pelo Campeonato Brasileiro.


Em 2019 como um todo, o Flamengo teve 38 jogos, 31 vitórias, 5 empates e 2 derrotas no Maracanã, estas para Fluminense e Peñarol ainda sob o comando de Abel Braga. A equipe também marcou 99 vezes e só viu suas redes serem balançadas em 30 oportunidades.

Em 2020, já são cinco jogos com quatro vitórias e uma derrota, para o Fluminense com o técnico do sub-20 no comando e a equipe sub-20 em campo.


Fonte: https://www.espn.com.br/futebol/artigo/_/id/6748991/libertadores-flamengo-de-jesus-transformou-o-maracana-de-berco-de-eliminacoes-em-caldeirao

Curta nossa Página




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário