domingo, 14 de abril de 2019

Mesmo com VAR, Fla tem gol mal anulado em vitória sobre o Vasco



O Flamengo venceu o Vasco por 2 a 0 neste domingo, no Nilton Santos, e abriu boa vantagem na final do Campeonato Carioca. O resultado deve muito à grande atuação de Bruno Henrique, que marcou duas vezes e só não marcou os três, graças ao arbitro que mesmo consultando o VAR resolveu anular um gol legítimo do atacante, que se consagrou como um dos principais jogadores em campo.



No próximo domingo o Flamengo poderá até perder por um gol de diferença que ficará com o titulo. Caso o Vasco vença por dois gols, o campeonato será decidido nos pênaltis.

O melhor: Bruno Henrique

Arrascaeta teve grande atuação, não há como negar. Os dois gols marcados por Bruno Henrique, no entanto, foram decisivos para ter o status de melhor em campo.

O pior: Danilo Barcelos

O lateral do Vasco tem feito bons jogos, mas hoje não foi um deles. Ele falhou no primeiro gol de Bruno Henrique e deixou o time em situação delicada em campo.



Abel barra Diego, e Arrascaeta corresponde

O técnico do Flamengo, Abel Braga, finalmente deu o braço a torcer e colocou Arrascaeta no time titular mesmo com todas as peças à disposição. Pior para Diego, que parou no banco de reservas. O uruguaio fez sua parte e mostrou bom futebol. Participativo, ele procurava dar velocidade e tornar o jogo mais dinâmico.

Vasco equilibra jogo

O Vasco, por outro lado, tinha como objetivo segurar o Flamengo. Se os primeiros minutos foram de toques de bola rápido e de futebol convincente, o Cruzmaltino tratou de equilibrar o duelo e manter o jogo preso no meio de campo. Fora uma chance com, Pikachu, a partida ficou bem feia e sem emoção.

Maxi aparece em contra-ataque

Sumido do jogo, Maxi López mostrava estar melhor fisicamente. O argentino deu alguns piques em campo que não ocorriam há poucos dias. Apesar da melhora, o atacante não teve grandes participações no primeiro tempo. Ele apareceu bem em um contra-ataque que terminou nas mãos de Diego Alves.


Fla termina 1º tempo com pressão

Após levar alguns sustos do Vasco, o Flamengo finalmente acordou no fim do primeiro tempo. Assim como ocorreu no início, o time conseguiu trocar passes e chegar ao gol de Fernando Miguel. Em alguns momentos o gol ficou próximo, mas nada ocorreu antes do intervalo.

Bruno Henrique abre placar

Bruno Henrique foi novamente um dos grandes personagens do clássico. Ele levou um cartão amarelo e ficará de fora da finalíssima. O atacante, então, decidiu colocar seu nome na história da final e abriu o placar. Danilo Barcelos afastou mal e a bola sobrou para o rubro-negro chutar para o fundo das redes: 1 a 0.

VAR gol do Fla e tem pane elétrica

Aos 25min do primeiro tempo, Bruno Henrique viu a bola sobrar limpa na sua frente, após ser tocada pelo zagueiro do Vasco o que tiraria o impedimento. Bruno Henrique mandou para dentro do gol a bola tocada pelo zagueiro do Vasco e saiu para comemorar seu segundo gol na partida. O lance, no entanto, foi erradamente anulado pela arbitragem, que mesmo utilizando o VAR apontou impedimento do rubro-negro no lance. O lance foi parecido com o gol anulado do Fluminense contra o Flamengo, onde Renê quis tirar a bola e serviu para o jogador do Fluminense fazer o gol, mas foi anulado devido a uma falta marcada sobre Rodrigo Caio. Curiosamente, minutos depois a cabine do VAR sofreu uma pane elétrica e parou de funcionar.


Bruno Henrique amplia

Bruno Henrique poderia ter sentido o momento ao ter o gol anulado. Mas ocorreu justamente o contrário. O atacante não deixou a peteca cair e marcou o segundo dele e do Fla na sequência. Ele aproveitou bobeada na zaga e finalizou firme para vencer Fernando Miguel: 2 a 0.


Fonte: Uol

Curta nossa Página




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário