Diferente da temporada passada, Vítor Pereira conta com experiência do elenco do Flamengo para superar calendário


O Flamengo vai disputar sete competições em 2023, podendo jogar 81 vezes se chegar a todas as finais, com isso, o técnico Vítor Pereira vai voltar a ter o problema de calendário que teve no Corinthians ano passado, uma das únicas, ou a única, solução para o problema, teve muitas críticas no time paulistas, inclusive de jogadores do elenco, que era a preservação de atletas em algumas partidas.


A diferença, é que desde 2020 com a chegada do espanhol Domenec Torrent, o Flamengo vem se habituando a esse sistema, chegando em 2022 com Dorival, a usar dois times, um para as Copas e outro para o Brasileirão. Por isso, o clube busca novas contratações, que vão ajudar a tornar o elenco muito mais competitivo.

Em sua apresentação, o treinador falou sobre a quantidade de jogos e como pretende lidar com a situação:


"Poucos clubes no mundo jogarão tantos jogos quanto o Flamengo. A quantidade de jogos é tão grande que não podemos entrar sempre com os mesmos. Vamos gerir da melhor forma. Por isso o elenco tem que ser competitivo. Preciso de algum tempo de trabalho, transmitir as ideias, alinhar os jogadores com o que queremos, mas logo vamos jogar porque o treino não chega. É preciso haver competição. Quero colocar eles para competir até o jogo contra o Palmeiras, que é a prioridade agora"  - disse o treinador.

O Flamengo terá Carioca, Supercopa do Brasil, Mundial de Clubes, Recopa, Brasileirão, Libertadores e Copa do Brasil nesta temporada. São 61 jogos já confirmados e mais 20 possíveis caso o time avance em todas as competições mata-mata. No Corinthians, VP comandou a equipe em 64 jogos.


Outro ponto favorável, é que Vítor Pereira já tem o conhecimento sobre o futebol brasileiro adquirido no último ano para a rápida adaptação ao Flamengo. O rubro-negro fará treinamentos integrais todos os dias nesse primeiro momento da temporada. A primeira atividade de VP no Ninho foi bastante intensa. 

"O primeiro dia foi para dar condição para começarmos o trabalho tático. Ligar os jogadores com as ideias, alinharmos as ideias às qualidades, perceber se eles se sentem confortáveis. Sabemos que o tempo não é muito, mas temos experiência suficiente para sermos objetivos e não perdermos tempo com coisas secundárias. Também tem a vantagem de não estar pela primeira vez no Brasil, tenho mais conhecimento do campeonato e dos jogadores do Flamengo" - disse Vítor Pereira.


Imagem: Divulgação

- // -

Clique aqui para ver mais notícias do Fla

Postar um comentário

0 Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.