Rodinei evolui com Fla de Dorival e se firma em meio a futuro incerto



Rodinei, ou "Avião", apelido que ganhou de Vidal, atravessa boa fase, viu o Maracanã ecoar pedido por convocação à seleção brasileira e foi até mesmo elogiado pelo técnico Tite. O momento coincide com a chegada de Dorival Júnior e o crescimento do Flamengo na temporada, e acontece em meio a um futuro incerto no clube.

O período se realiza após a chegada do novo comandante, que conversou com o jogador, passou confiança e indicou que lhe daria maior sequência. Anteriormente, com Paulo Sousa , Rodinei chegou a ser considerado terceira opção, atrás de Isla e Matheuzinho, e não teve muitas oportunidades.


Com a promessa cumprida da comissão cumprida, o camisa 22 correspondeu e voltou à equipe principal, à frente de Matheuzinho e, agora, Varela, um dos reforços na janela de transferência mais recente.

A "estreia" com Dorival aconteceu contra o Atlético-MG , na Copa do Brasil , com assistência para Lázaro. No jogo seguinte, contra o América-MG, pelo Brasileiro, nova assistência. Aos poucos, passou a integrar o que hoje é considerado o time titular.


Na goleada por 7 a 1 sobre o Tolima , pela Libertadores , mais um passe para gol, e parâmetros, como passes certos, em evolução — de 79% contra o América, quando foi titular, para 94%, contra os colombianos, por exemplo. A escalação daquele jogo acabou se tornando o "time ideal" dali para frente.

Contra o Corinthians , porém, um gol contra que decidiu a partida, e novas críticas das arquibancadas. Mas a comissão não fez mudanças, e manteve o jogador no time principal. Contra o mesmo Timão, desta vez na Libertadores, seria autor de uma assistência. Assim como contra o Athletico-PR, pela Copa do Brasil, também, jogos decisivos em mata-mata, e que foram importantes nesta nova trajetória de Dorival na Gávea.


"Ele está com uma seriedade grande, concentrado, compenetrado no que vem fazendo. Ele está merecendo vivenciar esse momento, tem sido muito importante. Espero que ele não mude esse comportamento porque ele pode brigar por coisas maiores ainda na carreira dele", disse o técnico, em recente entrevista ao " Charla Podcast ".

O lateral, inclusive, já havia trabalhado com Dorival. Ele já integrava o elenco na segunda passagem do treinador pela Gávea, em 2018, e, segundo o treinador, demonstrou melhora no "sentido de marcação", ponto que tem peso no cenário da escolha.


Agora, Rodinei busca manter o desempenho que já foi elogiado em outrora, quando, por exemplo, foi titular no Internacional ou quando chegou a liderar a lista de laterais-direitos em assistências na temporada, com 11, em novembro do ano passado.

A evolução, porém, acontece em um período de incertezas. Com contrato até o fim do ano, o nome do jogador aparece nos radares de alguns clubes, como o do Atlético-MG .

Como publicou o UOL Esporte no último 20 , a diretoria prefere ainda não falar sobre o assunto, mas já houve conversas com o camisa 22 sobre a possibilidade de extensão do contrato. Um dirigente do Fla chegou a dizer à reportagem: "Ele já sabe o que nós queremos".


Ontem (9), durante a divulgação da lista de convocados para os amistosos contra Gana e Tunísia, Tite elogiou o jogador, mas ponderou que não se encaixa no estilo de jogo da seleção.

"Quando você fala de improviso [na lateral-direita], está sendo impreciso na avaliação tática da equipe. Ela constrói de uma forma diferente de laterais do que, por exemplo, o Rodinei que está muito bem, faz no Flamengo. Nossa construção é interna, e não externa, de lateral", apontou.

Além de Rodinei, outros jogadores conseguiram mudar de fase no Flamengo após a mudança na comissão técnica. Os mais destacados são Marinho e Everton Ribeiro, que acabou de ser convocado por Tite para a Seleção.

Fonte: Uol
Imagem: Divulgação

- // -

Clique aqui para ver mais notícias do Fla

Tags

Postar um comentário

0 Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.