Renato Maurício Prado diz que classificação do Flamengo foi a vitória do futebol contra a pancadaria




Uol: O Flamengo está na semifinal da Copa do Brasil. Em um jogo duro e muito disputado, o Rubro-Negro venceu o Athletico-PR por 1 a 0 na Arena da Baixada com um golaço de bicicleta de Pedro e garantiu a classificação. Na semi, o time de Dorival Júnior vai enfrentar São Paulo ou América-MG, que decidem a vaga hoje (18) no Independência.



Na Live do Flamengo , transmitida pelo UOL Esporte após os jogos do Mengão, os jornalistas Renato Maurício Prado e André Rocha destacaram a classificação conquistada fora de casa e criticaram o excesso de faltas do Furacão e o clima beligerante criado por Felipão, Fernandinho e companhia. Na opinião de RMP, a vaga do Fla foi uma vitória de quem optou por jogar futebol .

"Foi uma classificação dramática na Arena da Baixada por uma série de fatores, o Flamengo jogou muito mais, mas apanhou feito boi ladrão, a vitória e a classificação foram de quem joga futebol contra quem só manda dar porrada, foi isso que Felipão fez hoje."



"Impressionante como o Fernandinho, tão elogiado, prestigiado por ter jogado no Manchester City, veio para cá e se tornou um açougueiro. Foi desleal, deu duas pancadas sem bola, uma no Gabigol e outra no Vidal, se tivesse tomado amarelo ali, era para ter sido expulso, é inadmissível. Um time entrou para jogar bola, o outro entrou só para dar pancada", acrescentou RMP.

"Venceu o futebol, quem entrou em campo para jogar bola e não para lutar MMA . Felipão foi muito bem desclassificado, nessas horas o Felipão mostra que é um técnico ultrapassado, mandou bater sem dó nem piedade. Achei o Raphael Klaus muito omisso, ele foi contemporizando e o Athletico batendo", opinou o colunista do UOL .



Rocha foi na mesma linha de argumentação e afirmou que esse expediente de jogo é "típico dos times do Felipão." Segundo ele, as faltas duras dos jogadores do Athletico no início da partida tiveram o intuito de intimidar os jogadores do Flamengo. Sem sucesso.

"Aquele início foi muito feio, o Fernandinho, o Terans, que é um jogador uruguaio que tem qualidade, não precisa que se tenha jogado profissionalmente para perceber que aquelas entradas do Athletico, 'paulistinha', raspada no tornozelo, entrada por trás, são faltas para intimidar e machucar. É típico do Felipão, a intenção foi transformar aquilo num caldeirão e intimidar o time do Flamengo com as pancadas."



"Tipo o Dinho, que jogava no Grêmio e que Felipão mandou quebrar o Sávio, esse zagueiro Pedro Henrique entrou em todas as jogadas para machucar. Foi muito feio para o Athletico, em casa, disputando G-4 do Brasileirão, um semifinalista da Libertadores , tinha condições de fazer um jogo de igual para igual com o Flamengo, e se reduziu a isso. E tomou um golaço do Pedro para mostrar o que é o futebol", criticou Rocha.


- // -

VEJA AS ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Imagem: Divulgação
Tags

Postar um comentário

0 Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.