Início do Fla no Brasileirão com Paulo Sousa é inferior aos trabalhos de Abel Braga e Zé Ricardo; veja números




Coluna do Fla: O início de Campeonato Brasileiro tem sido muito frustrante para o Flamengo. Apesar dos bons resultados na Copa do Brasil e na Libertadores, a equipe de Paulo Sousa não engrenou na liga nacional. Tanto que, no momento, o Mais Querido é o 16º colocado do certame, com seis pontos em 18 possíveis, e só não terminou a sexta rodada na zona de rebaixamento por conta do saldo de gols. Em comparação com outros começos, com treinadores preteridos pela torcida, o português tem a pior campanha.



Em relação à Zé Ricardo e Abel Braga, a campanha fica um pouco atrás. O primeiro conseguiu acumular sete pontos no início de 2017, além de um saldo de gols positivo pela vantagem mínima. Abel Braga está à frente, visto que teve três vitórias, um empate e duas derrotas. Mesmo assim, o trabalho do ex-Internacional, Fluminense e Vasco já não agradava a Nação. O começo de Paulo Sousa, até a sexta rodada, é de um triunfo, três igualdades e dois revéses, o pior desde 2015.

CONFIRA AS CAMPANHAS ATÉ A SEXTA RODADA: 

Zé Ricardo (2017)
1 vitória, 4 empates e 1 derrota
+1 de saldo
50% de aproveitamento

Maurício Barbieri (2018)
3 vitórias, 2 empates e 1 derrota
+6 de saldo
66% de aproveitamento

Abel Braga (2019)
3 vitórias, 1 empate e 2 derrotas
+2 de saldo
58% de aproveitamento

Rogério Ceni (2021)
3 vitórias, 2 empates e 1 derrota
+3 de saldo
66% de aproveitamento



Como mencionado na tabela, Barbieri e Rogério Ceni tiveram os melhores inícios desde 2017. Ambos os treinadores acumularam três vitórias, dois empates e uma derrota, mas o atual comandante do Red Bull Bragantino leva vantagem no saldo de gols. Vale destacar que, nesse período, Domènec Torrent também começou um Brasileirão pelo Flamengo. A campanha do catalão consistiu em dois triunfos, dois empates e dois revéses. Curiosamente, nenhum dos técnicos citados terminou a campanha pelo Rubro-Negro, sendo substituídos ao longo da temporada.

Um fator que pode explicar a campanha fraca de Paulo Sousa até o momento é a alta rotatividade no elenco, por conta do número de lesões. No momento, o Mais Querido possui sete jogadores entregues ao departamento médico e convive com desfalques ao longo de toda a temporada. Dessa forma, o Rubro-Negro nem sempre pode mandar a campo aquilo que tem de melhor, além de não conseguir entrosar uma ‘equipe base’ para ganhar confiança e conquistar vitórias.



Apesar do foco em melhorar a campanha no Brasileirão, o Mais Querido vira a chave e foca todas as atenções na disputa da Copa Libertadores. Nesta terça-feira (17), o Flamengo enfrenta a Universidad Católica (CHI), em jogo válido pela quinta rodada do Grupo H. A partida acontecerá às 21h30 (horário de Brasília), no Maracanã e contará com transmissão do Coluna do Fla, a mais rubro-negra da internet, no YouTube.


- // -

VEJA AS ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Imagem: Divulgação

Postar um comentário

0 Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.