Análise: classificação não alivia a barra do Flamengo, que teve a bola e não soube o que fazer




GE: O objetivo de classificação para as oitavas de final da Copa do Brasil foi alcançado, mas o Flamengo - mais uma vez - ficou longe de ter um desempenho consistente na vitória por 2 a 0 sobre o Altos, quarta-feira, em Volta Redonda. De bom, só a volta em bom nível de Rodrigo Caio e o início de trajetória de Victor Hugo.



Com muitos desfalques, Paulo Sousa fez uma escalação alternativa e poupou alguns jogadores, como David Luiz e Bruno Henrique. A formação foi diferente, mas o problema é bastante conhecido. O time teve dificuldades para furar o bloqueio do adversário.

O Flamengo terminou o jogo com 60% de posse de bola, mas criou pouco e finalizou menos do que o Altos - oito contra nove. A torcida em Volta Redonda ficou insatisfeita com o desempenho e vaiou o time em alguns momentos. Paulo Sousa foi hostilizado e ficou claro que a paciência dos rubro-negros está em baixa.



A entrada de Pedro no intervalo no lugar de Thiago Maia deu mais presença ofensiva ao Flamengo, que criou algumas chances. O primeiro gol, marcado por Gabigol em cobrança de pênalti, começou em uma cobrança rápida de falta de Gomes, e Lázaro foi derrubado dentro da área.

As entradas de Arrascaeta e Victor Hugo também deram mais armas ao time, que aumentou o placar com a joia, que completou 18 anos e fez seu primeiro gol no profissional.



- É uma equipe em reconstrução, com ideias novas. Sempre que temos a capacidade ou a disponibilidade de termos todos os jogadores disponíveis para podermos recriar dentro daquilo que é o nosso modelo de jogo, há muito mais estabilidade. Em termos desses mesmos processos ou em termos de jogo. Há uma exigência muito grande da torcida do Flamengo, e é nessa exigência que temos de continuar a trabalhar para ganhar e convencer - disse Paulo Sousa.

Rodrigo Caio volta após cinco meses e vai bem

Junto com Victor Hugo, Rodrigo Caio foi a grande notícia do Flamengo. Depois de cinco meses de uma recuperação complicada de um problema no joelho, o zagueiro voltou ao time e teve uma boa atuação nos 45 minutos em que ficou no campo.



Com técnica apurada, Rodrigo foi soberano em suas ações defensivas, e também arriscou subidas ao ataque para tentar surpreender o Altos, que ficou fechado em seu campo.

Dos 53 passes que deu, o zagueiro errou apenas um. A expectativa é de que ele faça um retorno gradual e aos poucos tenha condições de atuar os 90 minutos.

E o Flamengo vai precisar dele. A vitória sobre a Altos e classificação na Copa do Brasil ainda não foram capazes de realinhar a sintonia do time com os torcedores. Sábado, a equipe enfrenta o Ceará, em Fortaleza, pelo Brasileiro.


- // -

VEJA AS ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Imagem: Divulgação
Análise: classificação não alivia a barra do Flamengo, que teve a bola e não soube o que fazer Análise: classificação não alivia a barra do Flamengo, que teve a bola e não soube o que fazer Reviewed by NF on maio 12, 2022 Rating: 5

Nenhum comentário

Deixe seu comentário