Paulo Sousa se irrita com pergunta em coletiva após empate do Flamengo contra o Atlético/GO




Gazeta e GE: O Flamengo tropeçou na estreia do Campeonato Brasileiro. Os cariocas ficaram no empate com o Atlético-GO, em Goiânia e o técnico Paulo Sousa elogiou a atuação da equipe, mesmo com o resultado.



“Tivemos no início posse, mais capacidade de atacar a profundidade. Só o último passe que não gerou gol. Não cedemos nada ao adversário. Numa segunda parte, tivemos bem melhor na frente, entre os extremos e os volantes. Faltou só um pouco mais de proximidade”, disse.

“Numa precipitação nossa, com passe vertical, onde nossas linhas estão distantes, acabamos por perder a bola e demos oportunidade ao adversário fazer o gol. Tivemos decisões boas, reagimos, Everton entrou muito bem, sendo sempre o homem de superioridade. Criamos bastante, obrigamos a fazer faltas, escanteios, tivemos oportunidades para fazer mais”, completou.



O português se irritou durante a coletiva quando questionado sobre a tática do Flamengo. Paulo Sousa afirmou que todos no clube sabem como ele quer que o time jogue.

O repórter Rafla Melo mencionou que ouviu xingamentos de alguns torcedores direcionados a Paulo Sousa e questionou o sistema de jogo rubro-negro, se seria mantido. Segue o diálogo abaixo:

- Penso que nenhum de nós ouviu esses xingamentos. Com certeza você deveria estar mais perto dessas pessoas. Qual é o sistema que jogamos, que eu não conheço bem? - retrucou Paulo Sousa.



Repórter - Três zagueiros, dois alas e três volantes.

Paulo Sousa - Com bola ou sem bola?

Repórter - Os dois.

Paulo Sousa - Tá errado. Tem que ver bem mais e está errado o que você está dizendo. Porque defendemos com uma linha de quatro. Você viu isso ou viu linha de três?

Repórter - Alternando durante o jogo.

Paulo Sousa - Alternando? Quando? Quando perdemos a posse de bola? Não, mantivemos a linha de três. É o momento de transição, estamos organizados para sermos ofensivos e defendemos em quatro. Temos um jogador mais alto, que normalmente é o nosso lateral. Quando entramos em organização defensiva, muitas das vezes temos uma linha de quatro com dois volantes, dois pontas e mais um ou dois, dependendo da estratégia da equipe.

Paulo Sousa - É híbrido, dinâmico e procuramos aquilo que, no momento da construção, tenhamos maior largura, com maior superioridade de construção a ligar mais vezes no meio de campo adversário com essa mesma superioridade. Seja em profundidade, largura, tendo vários jogadores no corredor central em que tentamos ter superioridade numérica para tentar fazer a diferença entre superioridade que podemos encontrar no corredor central ou igualdade temporal, momentânea, no corredor lateral em que, no ataque, também temos que fazer diferenças.

“Desde Lisboa a diretoria sabia perfeitamente o que e como eu gostaria de fazer. Acho que foi bem reforçado pelo Marcos Braz na coletiva no Ninho que há um entendimento direto, uma conversa direta. Sabemos perfeitamente que linha queremos obter e foi bem reforçado pelo Marcos. Agora é dar continuidade a tudo aquilo que tem vindo a ser essa construção”, declarou.


- // -

VEJA AS ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Imagem: Reprodução

Postar um comentário

0 Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.