segunda-feira, 18 de abril de 2022

Paulo Sousa não se empolga no Flamengo, lista erros a serem corrigidos e dá 'aviso' sincero




Espn: O Flamengo conquistou a primeira vitória no Campeonato Brasileiro, após empatar na estreia com o Atlético-GO, fora de casa. Neste domingo, o clube carioca foi superior e venceu o São Paulo por 3 a 1, no Maracanã, pela segunda rodada.





Uma das virtudes do Flamengo, especialmente no primeiro tempo, foi a marcação no campo do rival. O clube carioca pressionou o São Paulo, conseguiu recuperar bolas e criar chances de perigo. O técnico Paulo Sousa destacou esta possibilidade e fez uma análise mais ampla do que o Fla precisa melhorar.

“A ideia da pressão alta sempre existiu, algumas vezes bem interpretada, boa intensidade e capacidade de roubo, já tivemos opções em quase todos os jogos de fazer a pressão alta, roubarmos e termos situações de finalização, como tivemos várias hoje. Temos que melhorar bastante sempre que nosso bloco defensivo é um pouco mais baixo em várias situações, distâncias, entrelinhas, ou seja, ser um bloco único”, analisou o técnico Paulo Sousa.



“Conforme vamos para frente, quando abaixarmos, também temos que juntar mais linhas. Sempre que fizemos tivemos capacidade para defender e com as linhas mais distantes demos mais possibilidade ao adversário, é algo que temos que melhorar. Sempre que a bola entra no nosso bloco precisamos ser mais intensos. Quando o resultado é ruim nem tudo está ruim e quando é bom nem tudo está bom. Há muita coisa dentro do processo para continuarmos consistentes”, concluiu.

Na vitória sobre o São Paulo, dois jovens da base do Flamengo se destacaram. Lázaro deu assistência para Gabigol abrir o placar e João Gomes achou Isla, no segundo gol rubro-negro. Além dos dois, Hugo Souza e Matheus França, que entrou no segundo tempo, foram representantes das categorias de base do Fla.

“Sempre falo sobre a importância de todos os garotos do elenco, sobretudo quando treinam bem e se dedicam, estão concentrados, têm mais chances de jogar. O processo é intuitivo na forma como vamos treinando e lendo o próprio jogo, os momentos deles nos treinos determinam as tomadas de decisões durante os jogos. Parabéns a todos e a quem fez a leitura do jogo do banco, percebeu o que tinha que ser feito”, completou Paulo Sousa.

- // -

VEJA AS ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Imagem: Divulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário