domingo, 17 de abril de 2022

Paulo Sousa fica satisfeito com vitória do Flamengo e valoriza jovens da base




GE: O Flamengo fez bom jogo e venceu o São Paulo no Maracanã por 3 a 1 - gols de Gabigol, Isla e Arrascaeta. Para o Tricolor Paulista marcou Calleri. O treinador português Paulo Sousa se mostrou satisfeito com a produção ofensiva e com o equilíbrio da equipe na partida neste domingo, válida pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro.



Com o resultado, o time carioca ocupa a terceira posição, com sete pontos - duas vitórias e um empate, na estreia da competição nacional.

O técnico também valorizou a entrada dos jovens no time. Começaram o jogo Hugo Souza, João Gomes, destaque da vitória do Flamengo no Maracanã e Lázaro, pratas da casa. Depois, entrou Matheus França na segunda etapa.



- Sempre falo da importância de todos os garotos do elenco, sobretudo quando treinam bem, se dedicam, estão concentrados têm mais chances de jogar. O processo é intuitivo na forma como vamos treinando e lendo o próprio jogo, os momentos deles nos treinos determinam as tomadas de decisões durante os jogos. Parabéns a todos e a quem fez a leitura do jogo do banco, percebeu o que tinha que ser feito - disse o treinador do Flamengo.

Paulo Sousa colocou Isla na segunda etapa e o jogador fez ótima jogada no segundo gol, o do desempate do Flamengo. O chileno recebeu de João Gomes, cortou para dentro e concluiu com estilo no ângulo de Jandrei.



- Na altura utilizamos o Isla pela necessidade que tínhamos de zagueiros. É um lateral com capacidade de construção, que defende em profundidade e, dentro das dificuldades, vimos o Isla como opção. Depois fomos corrigindo e estamos tomando outras decisões, como acontece com o Arão nessa posição - comentou o treinador, que respondeu.

- Não foi a primeira vez. Os adversários são diferentes a nível coletivo e individual. A ideia da pressão alta sempre existiu, algumas vezes bem interpretada, boa intensidade e capacidade de roubo, já tivemos opções em quase todos os jogos de fazer a pressão alta, roubarmos e termos situações de finalização, como tivemos várias hoje. Temos que melhorar bastante sempre que nosso bloco defensivo é um pouco mais baixo em várias situações, distâncias, entrelinhas, ou seja, ser um bloco único. Conforme vamos pra frente, quando abaixarmos, também temos que juntar mais linhas. Sempre que fizemos tivemos capacidade para defender, e com as linhas mais distantes demos mais possibilidade ao adversário, é algo que temos que melhorar. Sempre que a bola entra no nosso bloco precisamos ser mais intensos. Quando o resultado é ruim nem tudo está ruim, e quando é bom nem tudo está bom. Há muito coisa dentro do processo para continuarmos a ser consistentes.


- // -

VEJA AS ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Imagem: Divulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário