sexta-feira, 1 de outubro de 2021

Quanto custa e o que é preciso para ver a final da Libertadores no Uruguai




Uol: Palmeiras e Flamengo farão a final da Libertadores no dia 27 de novembro, em Montevidéu, no Uruguai. Serão quase dois meses até a disputa da grande decisão e muita gente já quer se programar para acompanhar esta decisão na capital uruguaia.



O UOL reuniu o que se sabe até o momento sobre venda de ingressos, viagens e até mesmo protocolos por causa da pandemia

Ingressos

A Conmebol já tem a sinalização oficial de que 50% da capacidade de público do estádio estará disponível, mas intensifica as conversas com a Associação Uruguaia de Futebol (AUF) e o governo local para ter capacidade máxima. Segundo o colunista Marcel Rizzo, os clubes ficarão com 50% da carga disponibilizada, e a Conmebol com a outra metade.



O estádio Centenário tem capacidade para pouco mais de 60 mil pessoas. Atualmente, o público máximo seria 30 mil e cada clube teria, portanto, 7,5 mil entradas para venderem a seus torcedores. Os outros 15 mil ficam com a Conmebol, que usa parte para convidados e outra para a venda de pacotes de hospitalidade. Uma outra porcentagem é separada para ser vendida aos moradores da cidade-sede, no caso Montevidéu.

Até o momento, não há informações de quanto custará o ingresso ou onde poderão ser adquiridos. Tudo dependerá da negociação da Conmebol com o governo uruguaio para fechar oficialmente o número de torcedores no estádio.



Viagem

A final da Libertadores fez as duas principais companhias aéreas do Brasil triplicarem a oferta de voos saindo do Rio de Janeiro e de São Paulo com destino a Montevidéu, palco do jogo único da decisão.

Até o meio de setembro, Gol e Latam tinham 11 voos semanais do Brasil para a capital uruguaia. Agora a previsão é que tenham ao menos 41 na semana do confronto. Por causa do aumento da demanda, torcedores têm encontrado dificuldade para comprar bilhetes e conseguir hospedagem.



Para viajar de avião até o Uruguai, o torcedor precisará desembolsar uma bagatela de R$ 8.000, de acordo com dados do site Decolar, especializado em viagens. Em outro período, sem a Libertadores, viajar para o país vizinho é bem mais barato: cerca de R$ 1,1 mil.

Uma solução encontrada pelos torcedores foi buscar pacotes em agências de turismo. Mesmo antes de saber qual seria a final, vários já haviam sido comprados. Nenhum deles saiu por menos de R$ 5 mil, valor que já aumentou consideravelmente com as definições.



O Flamengo, por exemplo, divulgou um serviço de viagem para quem estiver interessado em assistir à decisão do torneio em Montevidéu. O preço individual varia entre R$ 9,4 mil e R$ 13,9 mil. O pacote inclui ingresso que, hoje, é a grande dor de cabeça dos torcedores, além de duas noites de hospedagem —a ida está marcada para o dia 26 de novembro, véspera da decisão, e a volta para o dia 28 de novembro.

Até o momento, o Palmeiras ainda não disponibilizou nenhum pacote oficial do clube.

Covid

Até o momento, o Uruguai permanece fechado para a entrada de brasileiros por causa da pandemia. Mas calma. As fronteiras deverão ser reabertas em novembro, o que não causará problemas para quem quiser acompanhar seu time em Montevidéu. Mas há um porém.



Quem decidir investir a grana (que não será pouca) para esta viagem terá de cumprir algumas exigências: o turista precisará de certificado de vacinação e um teste PCR, além do documento de identificação.


- // -

VEJA AS ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Imagem: Divulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário