sábado, 30 de outubro de 2021

Fla sob pressão pega o líder por sobrevivência de Renato e permanência na briga pelo Tri




Por Leo Burlá | Uol: À beira de um ataque de nervos, o Flamengo encara hoje (30) o Atlético-MG , às 19h, no Maracanã, pelo Brasileiro , em jogo com ares de decisão e com jeito de divisor de águas na temporada. Pressionado pela eliminação na Copa do Brasil e por uma série de quatro jogos sem vitórias, o time precisa de uma reação imediata para estancar uma crise que já vai da Gávea ao Ninho do Urubu.



No revés contra o Athletico , Renato Gaúcho teve de conviver com hostilidades e gritos pelo português Jorge Jesus. O técnico chegou a entregar o cargo, mas foi bancado pela direção. Novo tropeço, no entanto, deve tornar o ambiente insustentável para o treinador, que sabe que está longe de ser uma unanimidade.

"Nós temos chances no Brasileiro, são remotas. Estamos tristes, chateados pela eliminação. Enquanto tivermos chances, vamos brigar. É mais uma decisão, é uma decisão a cada três dias. O Flamengo está na final da Libertadores no dia 27. Até lá, vamos recuperando nossos jogadores", disse Renato.



Falando em recuperação de jogadores, o Fla vive um momento caótico em seu departamento médico. As lesões em série colocam o trabalho dos profissionais em xeque e irão motivar mudanças a partir do ano que vem.

Já sem Arrascaeta e David Luiz, que seguem em recuperação de suas lesões, Renato recebeu mais outra notícia ruim. Diego Ribas e Filipe Luís sentiram dores no reto femoral da coxa direita e na panturrilha esquerda, respectivamente, e são novas baixas.



A situação tem desagradado o treinador e gera um clima de desconfiança no centro de treinamento. Depois do revés por 3 a 1 para o Fluminense , o Fla tentou se mobilizar e evitar uma caça às bruxas , embora trocas no futebol sejam líquidas e certas em caso de reeleição de Rodolfo Landim.

Entre os principais dirigentes, uma análise mais fria aponta para um conjunto de fatores que explicam o momento, o que faz com que as responsabilidades não recaiam apenas nos ombros do técnico. Os resultados, contudo, precisam aparecer.



"A gente tem que jogar, tem que melhorar, a gente sabe disso. É continuar se dedicando, porque esse time é um time que se dedica, faz treino em casa, treina a mais, sempre quer mais. Então, não é uma derrota que vamos jogar tudo para o alto. Entendemos a torcida, sabemos que é decepcionante", acrescentou Renato.

A 13 pontos do líder Galo, o Rubro-negro sabe que uma derrota hoje significa praticamente o fim do sonho pelo tricampeonato do Brasileiro. O dia hoje é de sobrevivência para o Flamengo e também para Renato.


- // -

VEJA AS ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Imagem: Thiago Ribeiro/AGIF

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário