quinta-feira, 28 de outubro de 2021

Com Renato Gaúcho balançando no Flamengo, confira técnicos estrangeiros livres no mercado




Lance!: Após a eliminação do Flamengo na Copa do Brasil, o técnico Renato Gaúcho entregou o comando do time, mas foi demovido da ideia pelo VP de futebol, Marcos Braz, e o diretor de futebol do clube, Bruno Spindel. Os torcedores do Flamengo cantaram por Jorge Jesus durante derrota por 3 a 0 para o Athletico-PR, mas o Mister está empregado, trabalhando no Benfica. Nesta galeria, listamos quase 30 técnicos estrangeiros que estão livres no mercado da bola.



Ernesto Valverde (Espanha) - 57 anos - Último clube: Barcelona - Desempregado desde janeiro de 2020 - Se destacou no Valencia e no Athletic Bilbao e posteriormente foi contratado pelo Barcelona, clube pelo qual foi bicampeão de La Liga.

Quique Setién (Espanha) - 63 anos - Último clube: Barcelona - Desempregado desde agosto de 2020 - Classificou o Real Betis para a Liga Europa em 2018, além de levar o clube à semifinal da Copa do Rei no ano seguinte. Foi contratado pelo Barcelona, mas não obteve sucesso na equipe catalã.



Frank Lampard (Inglaterra) - 43 anos - Último clube: Chelsea - Desempregado desde janeiro de 2021 - Iniciou seu trabalho como treinador no Derby County em 2018 e fez uma boa campanha no clube na segunda divisão inglesa. Foi contratado pelo Chelsea, clube no qual é ídolo como jogador, mas não teve muito sucesso.

Andrea Pirlo (Itália) - 42 anos - Último clube: Juventus - Desempregado desde maio de 2021 - Começou seu trabalho como treinador profissional na própria Juventus, onde é ídolo como jogador, porém não fez uma boa temporada.



Antonio Conte (Itália) - 52 anos - Último clube: Inter de Milão - Desempregado desde maio de 2021 - Multicampeão, conquistou quatro vezes o campeonato italiano (três pela Juventus e uma pela Inter) e já foi campeão da Premier League com o Chelsea.

Diego Dabove (Argentina) - 48 anos - Último clube: Bahia - Desempregado desde outubro de 2021 - Sempre treinou times argentinos, realizando campanhas interessantes no Godoy Cruz e no Argentino Jrs. Foi contratado pelo Bahia, porém sofreu com uma demissão 45 dias após ser anunciado.

Frank de Boer (Holanda) - 51 anos - Último trabalho: seleção holandesa - Desempregado desde junho de 2021 - Assumiu a seleção em 2020, mas saiu após a eliminação precoce na Eurocopa. Foi tricampeão holandês dirigindo o Ajax, rumou para a Inter de Milão mas não obteve sucesso.



Gennaro Gattuso (Itália) - 43 anos - Último clube: Napoli - Desempregado desde junho de 2021 - Ex-atleta, começou a carreira como jogador-treinador no Sion, da Suíça, em 2013. Sua campanha de maior destaque foi no Napoli, clube pelo qual conquistou a Copa da Itália de 2020.

Jurgen Klinsmann (Alemanha) - 57 anos - Último clube: Hertha Berlim - Desempregado desde fevereiro de 2020 - Técnico da seleção da Alemanha na Copa do Mundo de 2004, posteriormente trabalhou no Bayern de Munique, Hertha Berlim e dirigiu a seleção dos Estados Unidos.

André Villas-Boas (Portugal) - 43 anos - Último clube: Olympique de Marselha - Desempregado desde fevereiro de 2021 - Foi multicampeão no Porto logo em sua primeira temporada como treinador, em 2010, vencendo o campeonato português e a Liga Europa, por exemplo. Depois passou por Chelsea e Tottenham, até que chegou ao Zenit, reencontrou o caminho das vitórias e venceu o campeonato russo e a Copa da Rússia.



Stanislav Cherchesov (Rússia) - 58 anos - Último trabalho: seleção russa - Desempregado desde julho de 2021 - Rodou por times russos até que assumiu a seleção do país em 2016 e ficou até 2021, após a eliminação na Eurocopa. Na Copa do mundo de 2018, levou a Rússia até as quartas de final, melhor resultado da seleção em copas desde o fim da União Soviética.

Andriy Shevchenko (Ucrânia) - 45 anos - Último trabalho: seleção ucraniana - Desempregado desde agosto de 2021 - Só trabalhou na seleção ucraniana e a assumiu em 2016. Na última Eurocopa, fez uma campanha histórica à frente da seleção e fez a Ucrânia chegar, pela primeira vez, no mata-mata, mas acabou eliminado nas quartas de final.

Clarence Seedorf (Holanda) - 45 anos - Último trabalho: seleção camaronesa - Desempregado desde julho de 2019 - O ex-jogador trabalhou no Milan, Shenzhen (China), Deportivo La Coruña e na seleção de Camarões.



Sam Allardyce (Inglaterra) - 66 anos - Último trabalho: West Brown - Desempregado desde junho de 2021 - Treinou diversos clubes ingleses e teve mais destaque em equipes medianas, como Bolton e Blackburn e Sunderland. Chegou a assumir a seleção da Inglaterra em 2016, mas saiu no mesmo ano.

Miguel Ángel Russo (Argentina) - 65 anos - Último trabalho: Boca Juniors - Desempregado desde agosto de 2021 - Passou por diversos clubes argentinos e se destacou mais no Boca, onde foi campeão da Libertadores de 2007.

Roberto Di Matteo (Itália) - 51 anos - Último trabalho: Aston Villa - Desempregado desde outubro de 2016 - Seu ápice foi no Chelsea, clube onde era assistente técnico e assumiu como treinador após a demissão de André Villas-Boas. No clube inglês, venceu a Champions League de 2012, quando a equipe não era favorita.



Gabriel Heinze (Argentina) - 43 anos - Último clube: Atlanta United - Desempregado desde julho de 2021 - Começou a carreira de treinador em 2015 e fez trabalhos interessantes no Argentino Jrs. e no Vélez Sarsfield. Foi especulado no Palmeiras e no Santos, mas foi para os Estados Unidos e saiu após problemas de relacionamento com os jogadores.

Guillermo Schelotto (Argentina) - 48 anos - Último clube: LA Galaxy - Desempregado desde outubro de 2020 - Passou por Lanús e Palermo antes de chegar ao Boca Juniors, clube no qual chegou à final da Libertadores de 2018, quando perdeu para o rival River Plate.

Ronald Koeman (Holanda) - 58 anos - Último clube: Barcelona - Ficou livre no mercado em 27 de outubro após começo de temporada ruim pelo Barcelona. Chegou a ser campeão da Copa do Rei 2020/2021 pelo Barça. Também já comandou times como a seleção da Holanda, Ajax, PSV e Benfica.

Jesualdo Ferreira (Portugal) - 75 anos - Último clube: Boavista - Desempregado desde julho de 2021 - Treinou diversos clubes portugueses, tendo mais destaque no Porto, onde venceu diversos títulos de 2006 a 2010. Foi técnico do Santos em 2020, mas logo foi demitido.



António Oliveira (Portugal) - 38 anos - Último clube: Athletico-PR - Desempregado desde setembro de 2021 - Chegou no Furacão em 2020 para ser auxiliar de Paulo Autuori. Assumiu como técnico na temporada de 2021, levou a equipe à semifinal da Sul-Americana e da Copa do Brasil, mas amargou resultados ruins, como a eliminação no Campeonato Paranaense para o Cascavel.

Cesare Prandelli (Itália) - 64 anos - Último clube: Fiorentina - Desempregado desde março de 2021 - Foi treinador da seleção italiana após a Copa do Mundo de 2010 e levou a equipe à final da Eurocopa de 2012. Amargou uma desclassificação da Itália na fase de grupos da Copa do Mundo de 2014.

Ricardo Sá Pinto (Portugal) - 48 anos - Último clube: Gaziantep (Turquia) - Desempregado desde maio de 2021 - Fez bom trabalho no Sporting no início da carreira, em 2012, e em clubes como Standard de Liège e Legia Varsóvia. Também teve uma campanha de destaque no Braga, em 2019/2020, e depois assumiu o Vasco em outubro de 2020, mas foi demitido dois meses depois.



Fabio Cannavaro (Itália) - 48 anos - Último clube: Guangzhou Evergrande - Desempregado desde setembro de 2021 - Construiu sua carreira como treinador em clubes de mercados alternativos, como na Arábia Saudita e China. Chegou a assumir o comando da seleção chinesa.

Lucien Favre (Suíça) - 62 anos - Último clube: Borussia Dortmund - Desempregado desde dezembro de 2020 - Foi treinador do Nice e conseguiu um grande feito: levou a equipe francesa à Champions League em 2016. Foi treinador do Borussia Dortmund de 2018 a 2020.

Steve Bruce (Inglaterra) - 60 anos - Último clube: Newcastle - Técnico com grande experiência em diversos clubes ingleses, estava no Newcastle, mas foi demitido no dia 20 de outubro.


- // -

VEJA AS ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Imagem: Arte Lance

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário