quinta-feira, 2 de setembro de 2021

"Seguiu a cartilha que nenhum outro seguiu", jornalista elogia restruturação financeira do Flamengo




Coluna do Fla: O Flamengo viveu anos de reestruturação financeira sob o comando de Eduardo Bandeira de Mello. A gestão de Rodolfo Landim mantém a mesma postura e colhe frutos com títulos atrás de títulos. O processo de mudança do Rubro-Negro é elogiado pela imprensa brasileira e, de acordo com o jornalista Celso Unzelte, da ESPN, os clubes deveriam ter o Mais Querido como espelho.



Durante a programação da ESPN, o jornalista aproveitou para relembrar a transição do Flamengo. Iniciada por Bandeira de Mello, o Rubro-Negro focou em amenizar as dívidas e, com isso, montou um time modesto, que conquistou apenas a Copa do Brasil. Entretanto, com a saúde financeira recuperada, Landim colheu frutos que foram plantados desde 2013 pela antiga gestão. Para Celso, os clubes brasileiros deveriam se inspirar no Mais Querido.

– O Flamengo está na frente dos demais pela boa administração, saneamento das contas na hora certa. Vale lembrar que o torcedor Rubro-Negro pressionava por títulos quando tinha só a solitária Copa do Brasil. Lembra na administração do Bandeira quantos pressionavam, eu era abordado por torcedores do Flamengo do metrô que falavam: “Eu quero é titulo”, e eu falava: “Calma, meu filho que os títulos chegarão”. Essa cartilha o Flamengo seguiu muito bem, de uma maneira que nenhum outro clube do Brasil seguiu. O Palmeiras está em uma situação confortável por outros motivos, primeiro era o Paulo Nobre e depois a Crefisa. O Atlético-MG também tem lá o seu mecenato – antes de completar:



– Agora modelo de gestão de clube de futebol, me agrada muito esse do Flamengo. Essa sustentabilidade do Flamengo me agrada. O Flamengo fez um cronograma de primeiro enxugar tudo, tanto que as grandes conquistas nem vem na administração Bandeira, eu não sou um personalista do bandeirismo, não acho que o Bandeira é o salvador, mas aquela ideia é interessante, foi uma ideia da qual o Flamengo não abriu mão. Hoje o Flamengo sobra em campo porque lá trás prestou atenção nas planilhas que, sinceramente, até hoje no futebol brasileiro eu nunca vi nenhum outro clube fazer isso, nem antes e nem depois do Flamengo. É um modelo que eu gostaria de ver replicado em outros clubes no Brasil – finalizou.


- // -

VEJA AS ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Imagem: Divulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário