segunda-feira, 20 de setembro de 2021

Fla vira a chave por semi da Libertadores e Renato Gaúcho fala da possibilidade de retorno dos desfalques




Uol: O Flamengo foi surpreendido, perdeu para o Grêmio e conheceu sua segunda derrota em 17 jogos sob o comando de Renato Gaúcho. Sem tempo para lamentações, a equipe vira a chave para a Libertadores, onde disputa as semifinais contra o Barcelona-EQU. O primeiro jogo é já na quarta (22), às 21h30, no Maracanã. 



O revés aconteceu também na segunda vez em que o Fla não balançou as redes, assim como na primeira vez em que saiu de campo sem pontuar, contra o Internacional. Concentrando seus gols sempre no segundo tempo, o Rubro-Negro saiu atrás pelo 10º jogo no Brasileirão, e diferentemente dos outros nove, não conseguiu a virada.

Se mostra que a equipe não parece tão invencível como nos tempos de Jorge Jesus, o resultado tampouco assusta a equipe da Gávea. Ainda com ótimo aproveitamento, com 84,3% dos pontos conquistados, o time de Renato Gaúcho é franco favorito a classificação para a final da Libertadores, que será disputada no Estádio Centenário, em Montevidéu, no Uruguai. 



"[Não nos preocupa] Nem um pouco. A preocupação a gente vive a cada jogo. Enfrentamos uma grande equipe, que deu a vida. Quarta, o Barcelona vai dar a vida também. Meu grupo está preparado para isso. Nosso aproveitamento é muito grande. Jogamos para ganhar todos os jogos, mas não vamos ganhar todos. Vai ter desgaste pelos jogos, pelas viagens. É continuar trabalhando, cuidar bem dos jogadores e descansá-los. Só a gente no dia a dia sabe o que passa. Os jogadores têm sido muito profissionais. Eles têm todo o cuidado, mas são humanos. Chega uma hora que o desgaste é muito grande. Estar em três competições", explicou.

Foco na recuperação de trio 

Os desfalques de Filipe Luís, Diego e Arrascaeta foram sentidos na derrota do Fla. Se Renê fez boa partida pela esquerda, Andreas e Vitinho não repetiram boas atuações pelo meio, e a criação de jogadas foi o principal problema do Rubro-Negro. Agora, o foco é em tentar recuperar os jogadores para a semifinal da Libertadores.



"A partir de amanhã começamos a pensar no jogo. Conversar com o departamento médico. Tenho conversado com os jogadores também. Amanhã, junto com o DM e os jogadores, conversamos e vamos trocar ideias. O jogo de quarta é muito importante, mas não é o último jogo do ano. Temos que tomar cuidado para não colocar o jogador em campo e perdê-lo por mais cinco, seis jogos. O Flamengo briga por três competições, e a cada três dias temos uma decisão", disse.

Além deles, Bruno Henrique e Kenedy também não estão 100%. Substitutos no segundo tempo contra o Grêmio, os dois são peças importantes do elenco para o ataque, e Renato Gaúcho deseja ter todas as opções disponíveis na quarta. Assim como Everton Ribeiro, que o treinador revelou estar lesionado. 



"O Everton não era nem para ter jogado, porque estava com problema na perna. Havia falado que ele poderia jogar 45 minutos e no máximo mais 15, 20 minutos. Era um risco que estávamos correndo. A cada três dias o Flamengo joga uma decisão. A gente quer ganhar. Ele não estava mal no jogo, mas tenho jogo decisivo na quarta-feira", contou.


- // -

VEJA AS ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Imagem: Divulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário