quarta-feira, 19 de maio de 2021

Ex-Corinthians diz que por pouco não jogou no Flamengo e recorda: 'Não era esse clube com toda essa badalação'




Revelado pelo Corinthians, Lucas Alves ainda era muito jovem quando fez parte do elenco que venceu o Campeonato Brasileiro de 2011. Depois de rodar por várias equipes, ele está há sete anos na Europa e defende o Luzern, da Suíça.



Com o destaque na equipe suíça, o zagueiro conta que já teve várias conversas com grandes clubes brasileiros nas últimas temporadas.

"Na época do presidente Eduardo Bandeira de Mello, o Flamengo tentou me contratar. Não era esse Flamengo com toda essa badalação e dinheiro. O clube estava sendo reconstruído, mas as conversas não avançaram com o Luzern. Depois, tivemos um pequeno contato com o Atlético-MG há uns dois anos. O Vasco também tentou há oito meses, mas não andou pelo lado financeiro. O Santos perguntou no ano passado, mas também não avançou", disse Lucas ao ESPN.com.br.



Depois de começar no Nacional-SP, ele foi para a base do Corinthians. Depois de passar por todas as categorias, ele foi efetivado para os profissionais depois da Copa São Paulo de 2011.

"Vi que tinha condições de ser jogador um dia. Foram oito anos na formação e era muito difícil porque passavam muitos jogadores do Brasil inteiro. Você tinha que matar um leão por dia, senão era dispensado. O mais complicado é se manter numa equipe assim", contou.

Promovido pelo técnico Tite, Lucas era a sétima opção na zaga no time principal.



"O time estava muito bem e a zaga não levava gols. Eu achava que nunca ia chegar minha oportunidade. Estava muito feliz, mas ao mesmo tempo estava preocupado. Tive um ano de muitos aprendizados".

"Não consegui atuar, mas treinava com o pessoal e ia para os jogos em casa. Chegou um tempo que não aguentava mais. Ia para o segundo ano sem jogar e queria meu espaço", contou.

Por não ter espaço na equipe, ele foi emprestado para o Olaria.



"Fui jogar o Carioca, mas logo em seguida o Corinthians teve vários problemas de lesões e cartões. Faltou zagueiro no elenco, e eles promoveram o Marquinhos e o Antônio Carlos, que eram da base. A gente nunca sabe o que pode acontecer", contou.

Lucas ainda passou depois por Ipatinga, Atlético-GO e Athletico-PR.

"Consegui jogar no Furacão e mostrar mais meu futebol. Fiquei somente um ano por lá antes de sair", contou.

A vida do zagueiro mudou quando chegou uma oferta da VfR Aalen, da segunda divisão alemã.



"Tinha o sonho de menino de ir para a Europa. Estava em um clube estruturado do Brasil, mas queria ir para a Alemanha. O time estava na zona de rebaixamento, mas eu não sabia que se fosse rebaixado eu precisaria sair do país. Isso foi um erro meu".

"Era tudo novo para mim: idioma, frio e cultura. Foi um choque de realidade. Com poucas semanas queria voltar ao Brasil. Não sabia falar a língua e não consegui me encaixar".

Com a queda, ele precisou recomeçar no FC Biel-Bienne, da segunda divisão da Suíça. Depois de se destacar, ele ainda passou pelo Le Mont-SUI antes de chegar ao Luzern-SUI, em 2016.



"Eu dei minha vida para poder chegar na elite. Abriu os caminhos para mim na Europa e me deu estabilidade na carreira".

"O Luzern é um dos quatro maiores times do país. É um campeonato disputado e tem um futebol parecido com o alemão. Sempre brigamos pelo terceiro lugar e já jogamos Europa League".

Na próxima segunda-feira, Lucas terá a chance de faturar seu primeiro título pelo Luzern. A equipe estava na final da Copa da Suíça contra o St. Gallen, que será disputada na próxima segunda-feira.

"Meu sonho é voltar ao Brasil. Hoje, o futebol brasileiro é muito visado e está melhor para ser jogado. Tem mais força com técnica, está mais completo. Quero jogar no meu país em uma equipe estável em um Brasileirão. O futuro a gente não sabe, mas a minha vontade é retorno em breve ao Brasil", finalizou.


- // -

VEJA AS ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Fonte: https://www.espn.com.br/futebol/artigo/_/id/8656658/lucas-alves-ex-corinthians-lembra-interesse-do-flamengo-nao-era-esse-clube-com-toda-essa-badalacao
Imagem: Divulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário