sexta-feira, 26 de fevereiro de 2021

Após mais uma eliminação, presidente do Benfica sofre pressão de aliados por demissão de Jorge Jesus



Apesar de ter retornado ao Benfica cercado de expectativa, Jorge Jesus não está garantido no cargo. Depois de o time encarnado fracassar em todas as competições nesta temporada, o presidente Luís Filipe Vieira vem sendo pressionado por oposicionistas e até mesmo aliados políticos para demitir o técnico.



Longe de ser uma unanimidade no Benfica, Jorge Jesus viu o descontentamento aumentar com os resultados obtidos no Campeonato Português. Em 20 partidas, ele conseguiu 11 vitórias, 6 empates e 3 derrotas. Atualmente, o time é o quatro colocado e tem chances remotas de chegar ao título da Liga NOS.

Luís Filipe Vieira ficou sozinho na decisão de contratar Jorge Jesus. Afinal, o dirigente descartou categoricamente a possibilidade de contratar treinadores estrangeiros como Ernesto Valverde, Luiz Felipe Scolari, Manuel Pellegrini, Maurício Pochettino, Quique Setién e Unai Emery para comandar a equipe nesta temporada.



Após a queda de Bruno Lage no fim da última época, o mandatário bancou a chegada de Jorge Jesus depois convencer o treinador a deixar o Flamengo. Afinal, Luís Filipe Vieira ofereceu ao treinador liberdade para reformular a comissão técnica, autonomia para comandar a montagem do elenco e um orçamento alto para gastar em reforços.

O Torcedores.com apurou que a relação entre Luís Filipe Vieira e Jorge Jesus ficou estremecida após a derrota para o Arsenal (3-2), na última quinta-feira, pela Liga Europa. Segundo pessoas próximas ao treinador ouvidas pela reportagem, o “projeto fracassou” depois de o time sepultar suas chances de conquistar a competição internacional.



A rotina de treinamentos de Jorge Jesus começou a ser questionada no clube. Ele comandou nos últimos dias atividades com quatro horas de duração no Benfica Campus, centro de treinamentos localizado no Seixal. O tempo e a metodologia de trabalho foram considerados exagerados, sobre tudo pelo grupo estar em reta final de temporada.

Luís Filipe Vieira, por enquanto, não se manifestou sobre o futuro do treinador, mas sempre deixou claro para pessoas próximas que a intenção é mantê-lo até o fim de 2024, quando acaba o sétimo mandato dele. Além disso, o presidente também é cobrado para modificar o departamento de futebol.



O diretor esportivo do Benfica, Rui Costa, pode ser a próxima vítima de uma nova reformulação. Luís Filipe Vieira nega a saída. De acordo com informações obtidas pelo Torcedores.com, foi cogitada a contratação do brasileiro Jonas Gonçalves Oliveira, maior ídolo da história recente do clube, para assumir a função.

Jorge Jesus perdeu status de ‘intocável’ no Benfica

Aos olhos da torcida, Jorge Jesus perdeu o salvo-conduto no Benfica. O treinador ainda não conseguiu dar padrão tático, é questionado pelo fraco desempenho do time e pelas contratações que ainda não vingaram. Por isso, o Mister perdeu o status de ‘intocável’ no clube português.



Jorge Jesus tem contrato com o Benfica até junho de 2022. Uma rescisão amigável, que antes chegou a ser dada como improvável, pode ser a única forma de o treinador deixar o comando da equipe encarnada. Por outro lado, ele não abre mão de receber a multa rescisória estipulada em 10 milhões de euros (R$ 65 milhões, pela cotação atual).

Contudo, o empresário do treinador, Giuliano Bertolucci, tenta costurar um acordo que seja bom para os dois lados. Recentemente, o Atlético-MG buscou informações sobre os valores da “operação” Jorge Jesus. No entanto, as conversas sequer chegaram a ser iniciadas pela cúpula alvinegra para 2021.

Apesar de ter comandado o Flamengo na conquista do Campeonato Brasileiro, o técnico Rogério Ceni parece que ainda não caiu nas graças do torcedor rubro-negro. Afinal, o ex-goleiro ainda vê Jorge Jesus endeusado na Gávea por causa dos títulos da Copa Libertadores da América e do Brasileirão de 2019.


- // -

> Veja as últimas informações sobre o Mengão em nossa página principal, Clique Aqui



Fonte: https://www.torcedores.com/noticias/2021/02/acabou-o-amor-presidente-do-benfica-sofre-cobranca-para-demitir-jorge-jesus

CURTA NOSSA PÁGINA



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário