quarta-feira, 4 de novembro de 2020

Flamengo exibe virtudes e defeitos, mas bate o Athletico-PR e se classifica na Copa do Brasil



Um time que cria muito, marca gols, mas segue sem a consistência necessária para resolver parte de seus jogos de forma segura. Assim o Flamengo se classificou para as quartas de final da Copa do Brasil. Com vitória de 3 a 2 sobre o Athletico-PR, no Maracanã, em atuação que acabou como uma mistura de virtudes e defeitos.



Pedro, duas vezes, e Michael, marcaram para os cariocas, enquanto Erick e Bisolli diminuiram. O próximo adversário do Flamengo será conhecido na sexta-feira. Domingo, o time encara o Atlético-MG, pelo Brasileiro.

Em meio aos problemas defensivos recentes, Dome fez mexidas no setor. Trocou Gustavo Henrique e Natan por Thuler e Léo Pereira. Mas as principais mudanças foram a saída de Isla, poupado, para a entrada de Matheuzinho, e a volta de Arão e Thiago Maia na proteção à zaga. A defesa ficou mais segura no início. mas ao fim do jogo novas falhas aconteceriam.



De maneira natural, o Flamengo trocou passes com paciência até encontrar os espaços. E a principal arma ofensiva foi com a triangulação entre Éverton Ribeiro, Matheuzinho e Pedro. O lateral apareceu muito bem para servir o centroavante. depois de receber lançamento de Arão. De perna esquerda, que não é a boa, Pedro acertou o ângulo, aos 23 minutos.

O jogo que parecia controlado ganhou em emoção. Na sequência, o Athletico-PR se lançou ao ataque e o juiz viu pênalti de Léo Pereira. Mas o árbitro de vídeo reverteu a marcação. Ainda assim, a defesa rubro-negra começava a ficar vulnerável. Minutos depois, com a saída de bola pressionada, Hugo Souza rebateu no pé do atacante rival, mas o juiz marcou falta, inexistente.



O alívio veio com o segundo gol de Pedro. Novamente pela direita, Matheuzinho foi ao fundo, após passe de Ribeiro, e achou Pedro livre na pequena área para ampliar. A essa altura o Athletico-PR ainda não havia finalizado no gol. Mas Arão fez o favor de entregar bola na entrada da área para Erick vencer Hugo.

O jogo seguiu aberto, e o Flamengo poderia ter saído para o intervalo com o terceiro. Pedro recebeu livre, arrancou, mas tentou de cobertura, e parou em Santos. A boa movimentação, o jogo lá e cá, ganhou ainda mais intensidade na etapa final. Ainda que o Flamengo se mostrasse mais organizado e com poder de criação. Em boa troca de passes, Pedro recebeu bola enfiada de Arão e teve chance de fazer o terceiro outra vez, mas parou em Santos.



Hugo Souza enfim apareceu bem para evitar o empate na sequência, em bola desviada por Thiago Heleno de cabeça. Os dois times se expunham, e o jogo aberto gerava chances em profusão. O Flamengo teve dificuldade de intensificar o ritmo das jogadas para resolver a partida. Teve chances para isso. Conseguiu manter a posse de bola e criar situações pelo lado do campo. Mas invariavelmente a bola era levantada na área sem muita lógica.

A objetividade e a eficiência apareceram no ataque do Flamengo, mas o VAR anulou o golaço de Thiago Maia. Mesmo assim, Dome preservou alguns jogadores e tirou Pedro e Éverton Ribeiro. Com Lincoln e Michael, o time ainda manteve a superioridade, e fez o terceiro com o atacante baixinho. Foi a senha para poupar mais dois, Bruno Henrique e Filipe Luis. Nos minutos finais, o Athletico diminuiu.


- // -

> Veja as últimas informações sobre o Mengão em nossa página principal, Clique Aqui



Fonte: https://oglobo.globo.com/esportes/flamengo-exibe-virtudes-defeitos-mas-bate-athletico-pr-se-classifica-na-copa-do-brasil-24729396

CURTA NOSSA PÁGINA



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário